ASSINE

Brasileiro de 24 anos é morto a tiros em bairro turístico de Lisboa

Vítima é um mineiro; o crime ocorreu em Alfama, um dos bairros mais turísticos de Lisboa na quinta-feira (8), e é investigado pela Polícia Judiciária portuguesa

Publicado em 13/07/2021 às 16h51
Imóveis da Região Metropolitana de Lisboa serão as principais unidades do evento
Imóveis da Região Metropolitana de Lisboa, capital de Portugal. . Crédito: Bigstock

O brasileiro Luiz Henrique Froede, 24, morreu após ser baleado em Alfama, um dos bairros mais turísticos de Lisboa. A Polícia Judiciária portuguesa está investigando o caso, mas ainda não se pronunciou sobre o andamento do inquérito.

Froede foi atingido por volta da 0h50 da última quinta-feira (8). Natural de Teófilo Otoni, em Minas Gerais, ele vivia em Lisboa desde 2019. Segundo reportagem do canal português SIC, testemunhas relataram que Froede estava em uma casa junto com várias outras pessoas no momento dos disparos.

Testemunhas afirmaram que duas pessoas saíram correndo da residência logo após o barulho dos tiros. Um grupo ainda teria tentado impedir a fuga da dupla. Relatos na imprensa portuguesa, no entanto, afirmam que um homem reagiu disparando contra o grupo que o perseguia.

Os suspeitos acabaram conseguindo escapar pelas ruas estreitas de Alfama, região conhecida pela atmosfera boêmia e pelas muitas vielas e escadinhas estreitas. Um vídeo feito por moradores mostra o momento em que ao menos quatro pessoas, falando em português do Brasil, tentaram socorrer a vítima, carregando Froede pelas ruas do bairro.

Citando fontes na polícia, reportagens da imprensa portuguesa afirmam que o jovem teria sido abandonado ferido na rua. Socorrido por uma ambulância, ele chegou com vida ao hospital, mas acabou por não resistir aos ferimentos.

Diferentes versões para o crime e suas motivações têm circulado em grupos da comunidade brasileira nas redes sociais. Questionada pela reportagem, a Polícia Judiciária ainda não se manifestou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.