ASSINE

BioNTech prevê vacina para Covid-19 pronta para aprovação até dezembro

A companhia alemã de biotecnologia, que se associou à Pfizer, divulgou que centenas de milhões de doses poderiam ser produzidas antes da aprovação

Publicado em 10/07/2020 às 14h39
Cientista estuda vacina para o novo coronavírus
Cientista estuda vacina para o novo coronavírus. Crédito: Chokniti Khongchum/ Pexels

A companhia alemã de biotecnologia BioNTech, que se associou à Pfizer para desenvolver uma vacina para a covid-19, está confiante de que ela estará pronta para buscar aprovação regulatória até o fim deste ano, segundo seu executivo-chefe, Ugur Sahin. Várias centenas de milhões de doses poderiam ser produzidas mesmo antes da aprovação e mais de 1 bilhão até o fim de 2021, afirmou Sahin ao Wall Street Journal.

Originalmente uma companhia de biotecnologia centrada no tratamento de câncer, a BioNTech é uma das 17 empresas pelo mundo que começaram testes em humanos de uma potencial vacina para o novo coronavírus. Sediada na cidade de Mainz e listada na Nasdaq, a companhia foi fundada em 2008 por Sahin e sua mulher, Özlem Türeci, ambos filhos de imigrantes turcos.

A vacina desenvolvida usa tecnologia experimental com foco no RNA mensageiro, ou RNAm. À espera do aval de autoridades, a empresa espera começar a etapa final do processo de testes, a fase 3, no fim de julho, com 30 mil pessoas no estudo. A vacina pode ser concluída até o fim do ano, quando a empresa buscaria aprovação no mercado de reguladores pelo mundo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Saúde Coronavírus Mundo Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.