ASSINE

Versão top do Onix traz motor turbo associado a câmbio de 6 marchas

Hatch da Chevrolet briga com compactos em configurações “recheadas” de equipamentos, como o Volkswagen Polo Highline 200 TSI e o Hyundai HB20 Diamond

Publicado em 04/11/2020 às 16h29
Hatch da Chevrolet briga com compactos de configurações “recheadas” de equipamentos, como o Volkswagen Polo Highline 200 TSI e o Hyundai HB20 Diamond
Os faróis tornaram-se mais afilados, e a nova versão traz projetores nos faróis e nas luzes diurnas no para-choque e iluminação de leds nas lanternas. Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

Com a pandemia da Covid-19, os emplacamentos de veículos no Brasil despencaram em abril e maio e, a partir de junho, gradualmente começaram a se recuperar. De lá para cá, situações inusitadas aconteceram. O ranking nacional de vendas de automóveis foi liderado pela primeira vez por um utilitário esportivo – o Volkswagen T-Cross, em julho – e depois por uma picape – a Fiat Strada, em setembro. Mas, apesar dos picos de vendas surgidos em segmentos incomuns, algo não mudou – o Onix se mantém como o carro mais vendido do ano.

No acumulado de 2020, o hatch da Chevrolet emplacou cerca de 105 mil unidades de janeiro a outubro, pouco mais de 10 mil unidades mensais. Ainda distante de 2019, quando vendeu mais de 20 mil unidades mensais, porém o suficiente para confirmar a liderança ostentada desde 2015. Na linha Onix, a versão topo de linha é a 1.0 Turbo Premier, que protagoniza as campanhas publicitárias do hatch da Chevrolet e briga com compactos em configurações bem “recheadas” de equipamentos, como o Volkswagen Polo Highline 200 TSI e o Hyundai HB20 Diamond, ambos com motor de três cilindros 1.0 turbo.

Hatch da Chevrolet briga com compactos de configurações “recheadas” de equipamentos, como o Volkswagen Polo Highline 200 TSI e o Hyundai HB20 Diamond
O novo Onix foi submetido ao teste de impacto pelo Latin NCAP e recebeu cinco estrelas na proteção para adultos e crianças. Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

O Onix utiliza a plataforma chinesa GEM, apresentada no Brasil em setembro do ano passado, no lançamento do sedã Onix Plus. Segundo a General Motors, ela foi reforçada com aços mais resistentes para otimizar a segurança, também aumentada pelos seis airbags de série para todas as versões. O novo Onix foi submetido ao teste de impacto pelo Latin NCAP e recebeu cinco estrelas na proteção para adultos e crianças. Um avanço notável em relação ao teste feito em 2017 com a geração anterior, que não recebeu nenhuma estrela. Com seus 4,16 metros de comprimento, 1,74 metro de largura, 1,47 metro de altura e 2,55 metros de distância de entre-eixos, a nova geração do Onix apresentada há um ano ficou 23 centímetros mais comprida, quatro centímetros mais larga, ganhou dois centímetros no entre-eixos e manteve a altura do modelo antigo – que continua a ser comercializado na configuração básica, com o nome de Joy.

Em termos de design, a frente é larga, com uma grade maior que a da geração anterior e para-brisa bastante inclinado. Os faróis tornaram-se mais afilados, e a configuração Premier incorpora projetores nos faróis e nas luzes diurnas no para-choque, assim como a iluminação de leds nas lanternas. Os repetidores de seta não ficam nos retrovisores, porém, nos para-lamas. Na traseira, as lanternas são trapezoidais e protuberantes e há um elegante aerofólio na parte superior. Apesar das dimensões aumentadas, o porta-malas diminuiu em relação ao antigo Onix, caindo de 289 para 275 litros de capacidade, devido às caixas de rodas maiores. A tampa do porta-malas só abre pelo comando da chave ou pelo acionamento de uma tecla no painel. As rodas são de liga leve de 16 polegadas, calçadas com pneus 195/55 R16.

Hatch da Chevrolet briga com compactos de configurações “recheadas” de equipamentos, como o Volkswagen Polo Highline 200 TSI e o Hyundai HB20 Diamond
A grande atração da versão Premier do Onix está sob o capô: o motor é um 1.0 turbo flex com três cilindros e 12 válvulas. Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

Design é importante, no entanto, a grande atração da versão Premier do Onix está escondida sob o capô. Também adotado na configuração “top” do Onix Plus, o motor é um 1.0 turbo flex com três cilindros e 12 válvulas, que conta com sistema multiponto com bicos injetores pré-aquecidos, sem injeção direta de combustível – uma tendência entre os propulsores mais modernos. Entrega potência de 116 cavalos (com gasolina e etanol) a 5.500 rpm e torque máximo de 16,3 kgfm com gasolina e 16,8 kgfm com etanol, sempre a 2 mil rpm. O motor trabalha associado a uma transmissão automática de 6 velocidades com opção de troca manual de marchas na manopla. Nos testes do Inmetro, em ciclo urbano, o modelo obteve 13,9 km/l com gasolina e 9,9 km/l com etanol, enquanto na estrada atingiu 16,7 km/l com gasolina e 11,7 km/l com etanol. Para economizar combustível, o compacto usa sistema start/stop, que desliga automaticamente o motor em paradas temporárias.

13,9 km/l

É O QUANTO RODA O MODELO EM CICLO URBANO COM GASOLINA

Na linha 2021, o Onix traz de série na versão Premier o MyLink 3, com tela LCD tátil de 8 polegadas, integração sem fio com smartphones por meio do Android Auto e Apple CarPlay, rádio AM/FM, função áudio streaming, Bluetooth para até dois celulares simultaneamente e entrada USB no console. Tem ainda duas entradas USB para quem senta no banco traseiro. O sistema disponibiliza câmera de ré e carregador Wireless (sem fio). O Wi-Fi 4G nativo viabiliza conexão com a internet a bordo – o pacote de dados básico parte de R$ 29,99 mensais. A versão oferece o sistema de concierge OnStar, com mensalidade de R$ 89,90.

A lista de equipamentos de série inclui ar-condicionado, assistente de partida em aclive, computador de bordo, controle eletrônico de estabilidade e tração, controles do rádio e telefone no volante, direção elétrica progressiva, painel de instrumentos de 3,5 polegadas digital TFT, sensor de estacionamento traseiro, sistemas de fixação de cadeiras para crianças e de monitoramento de pressão dos pneus, coluna de direção com regulagem em altura e profundidade, acendimento automático dos faróis por meio de sensor crepuscular, câmera de ré, abertura das portas por sensor de aproximação da chave e partida por botão.

Hatch da Chevrolet briga com compactos de configurações “recheadas” de equipamentos, como o Volkswagen Polo Highline 200 TSI e o Hyundai HB20 Diamond
Nova geração do Onix ficou 23 cm mais comprida, 4 cm mais larga, ganhou 2cm no entre-eixos e manteve a altura do modelo antigo. Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

A nova geração do Onix encareceu mais de 10% desde o seu lançamento no Brasil, há um ano. Atualmente, a versão Premier do hatch tem preço inicial de R$ 77.090, nas cores metálicas Preto Ouro Negro ou Laranja Tiger (a do modelo testado). A cor sólida Branco Summit acrescenta R$ 750 e as outras opções metálicas Prata Switchblade, Vermelho Carmim ou Azul Seeker somam R$ 1.600 à fatura. Os pacotes de opcionais R7M e R7R (ambos custam R$ 3.200) acrescentam itens como alerta de ponto cego, ar-condicionado com controle eletrônico de temperatura e sistema automático de recirculação, bancos com acabamento premium, sistema de estacionamento automático, sensor de estacionamento dianteiro e lateral e acabamento interno nas cores preto e caramelo – há opção de preto e cinza.

Em relação à geração anterior do Onix, o ângulo de posição do volante melhorou e, com regulagem tanto de altura quanto de distância, ficou fácil de ajustá-lo. Os bancos dianteiros dão razoável suporte às costas, porém, os assentos são um tanto curtos e os apoios de cabeça são inteiriços, sem ajuste de altura. Quem anda atrás tem mais espaço para as pernas e para os ombros, contudo, não tem uma saída de ar-condicionado. No habitáculo, predominam plásticos duros, mas as texturas com formas geométricas ampliam a sensação de modernidade, com detalhes cromados que reforçam o requinte. O volante revestido em couro conta com ajuste de altura e distância e incorpora os comandos para o controlador de velocidade, o computador de bordo e o sistema multimídia. Na linha 2021, a tela do multimídia cresceu de 7 para 8 polegadas.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.