ASSINE

Com estratégia certa, Verstappen derrota as Mercedes e vence GP dos 70 Anos

Graças à escolha dos pneus desde a largada, Max Verstappen alcançou o que parecia ser impossível em 2020: bater a Mercedes. O holandês venceu a divertida corrida que comemorou o aniversário da F1

Publicado em 09/08/2020 às 12h41
Atualizado em 09/08/2020 às 13h01
Fórmula 1
Verstappen superou as Mercedes e venceu na Inglaterra. Crédito: Divulgação/Red Bull Racing

O que era praticamente impossível aconteceu neste domingo (9). Em ano ainda mais superior perante as demais equipes do grid, a Mercedes amargou sua primeira derrota na temporada 2020 e viu a vitória do GP dos 70 Anos da Fórmula 1 ser conquistada com bravura e acerto na estratégia por Max Verstappen. O holandês foi o único a ter largado com pneus duros, fez uma parte da prova com os médios e completou a estratégia com novos compostos brancos para lograr o primeiro triunfo da Red Bull e do holandês no campeonato, o nono do piloto em sua carreira na categoria.

Lewis Hamilton terminou na segunda colocação depois de ter superado Valtteri Bottas no fim, mas não conseguiu se aproximar mais de Verstappen nas voltas finais mesmo usando pneus duros mais novos na comparação com o piloto da Red Bull. Lewis, mesmo sem a vitória, garantiu mais uma marca histórica ao empatar em pódios com o recordista Michael Schumacher. Agora, os dois somam 155 troféus.

Bottas largou na pole e manteve a dianteira até fazer seu primeiro pit-stop. Depois, tentou perseguir Verstappen ao longo da prova, mas não apenas ficou longe do carro taurino, mas foi superado também por Hamilton no fim, fechando em terceiro.

Charles Leclerc, com uma Ferrari que teve uma ótima performance e lidou bem com o consumo dos pneus, alcançou outro bom resultado e foi o quarto, seguido pela Red Bull de Alexander Albon. Lance Stroll, depois de a Racing Point ter chamado Nico Hülkenberg para colocar pneus macios nas voltas finais, superou o alemão e foi o sexto, seguido pelo suplente companheiro de equipe.

Esteban Ocon, com a Renault, foi o oitavo na prova, seguido por Lando Norris, da McLaren, e Pierre Gasly, da AlphaTauri. Sebastian Vettel, depois de outra performance sofrível, foi somente o 12º.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Inglaterra

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.