Caso George Floyd: atletas e clubes capixabas se posicionam contra o racismo

Eclodiu uma série de protestos em todo o mundo contra a violência à população negra, após a morte do americano George Floyd por policiais. Capixabas também se manifestaram

Publicado em 01/06/2020 às 19h00
Atualizado em 01/06/2020 às 19h00
Atletas se manifestam contra o racismo
Atletas se manifestam contra o racismo. Crédito: Reprodução/Instagram

Nos últimos dias, as redes sociais se tornaram palco de uma luta intensa contra a discriminação racial, após a morte de George Floyd, um homem, pelas mãos de policiais brancos, em Minneapolis, nos Estados Unidos. O episódio de brutalidade desencadeou uma onda de manifestações anti-racismo por todo o mundo. No Espírito Santo, atletas e clubes se juntaram a milhares de pessoas usando a hashtag #VidasNegrasImportam.

CONFIRA OS PROTESTOS DOS CAPIXABAS

Referência no atletismo, Paulo André, 20 anos, que foi campeão mundial no revezamento 4x100m com o Brasil em 2019, fez postagem com as imagens das manifestações na cidade de Minneapolis.

Atacante do Everton, da Inglaterra, e da Seleção Brasileira, o capixaba Richarlison também postou sobre a morte de Floyd e do menino João Pedro, baleado e morto durante uma operação das polícias Civil e Federal no Complexo do Salgueiro, no Rio de Janeiro, no dia 18 de maio.

Ver essa foto no Instagram

?✊? #enoughisenough #vidasnegrasimportam #JoaoPedro #georgefloyd

Uma publicação compartilhada por Richarlison (@richarlison) em

Clubes do Espírito Santo também entraram nas manifestações 

ENTENDA O CASO

No dia 25 de maio, o americano George Floyd, 40 anos, morreu asfixiado por um policial na cidade de Minneapolis, no Estado de Minnesota, nos EUA. O oficial que fez a abordagem ficou durante 8 minutos e 46 segundos pressionando o pescoço do homem negro com o joelho.

As imagens da brutalidade foram divulgadas nas redes sociais e geraram indignação. Posteriormente, o policial Derek Chauvin, que estava com o joelho sobre o pescoço de Floyd, foi detido no dia 29 e responde por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e assassinato em terceiro grau (considerado que o responsável pela morte atuou de forma irresponsável ou imprudente). Os protestos em diversas cidades nos EUA chegaram ao sexto dia seguido nesta segunda-feira (01).

Os protestos contaram com incêndios em vários pontos
Os protestos contaram com incêndios em vários pontos em Minneapolis. Crédito: Getty Images
Futebol esportes racismo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.