ASSINE

Como deixar apartamento alugado a cara do inquilino

Mesmo não sendo dono do imóvel, local também pode revelar personalidade do morador

Publicado em 20/08/2020 às 12h01
Atualizado em 20/08/2020 às 12h01
Iluminação com trilho pode ajudar a deixar o espaço mais aconchegante e mobílias soltas são mais flexíveis do que os planejados
Iluminação com trilho pode ajudar a deixar o espaço mais aconchegante e mobílias soltas são mais flexíveis do que as planejadas. Crédito: Aparecida Borges/Divulgação

Habitar em um espaço que não te pertence não é sinônimo de viver onde falta personalidade do morador. Profissionais da arquitetura explicam que é possível transformar um imóvel alugado em um ambiente que tenha a cara do inquilino sem precisar fazer modificações abruptas.

Amanda Daleprane

Arquiteta e consultora de produtos da Composé

"Muitos tem a ideia de que morar de aluguel é algo de improviso, mas temos que mudar isso"

Ainda de acordo com Amanda, trocar o piso e pintar a parede são investimentos maiores, mas podem fazer a diferença. “A pintura pode mudar a amplitude e dar personalidade ao cômodo”, explica. Porém, é necessário saber se é permitido fazer esse tipo de mudança. 

Se o piso for de cerâmica, não precisaria ser trocado. Segundo a especialista, é possível aplicar o laminado ou vinílico de clique por cima e retirar quando quiser. “Caso não queira investir, tapetes delimitam espaços, trazem conforto e escondem imperfeições”, completa.

Mobiliário

Quem mora de aluguel é passível de mudanças constantes. Por isso, a arquiteta Aparecida Borges sugere mobiliário solto e não os planejados. Ela também orienta que o cliente escolha peças que fiquem boas juntas e separadas. A profissional afirma que já usou de poltrona de pneus a obras de arte. Tudo varia de acordo com o poder aquisitivo e a personalidade do cliente.

Aparecida Borges

Arquiteta

"As peças soltas são o que dão personalidade para o ambiente"

Amanda Daleprane afirma que essa é a parte mais delicada do projeto. “É sempre preciso avaliar o espaço. É necessário medir e ir até a loja e pedir orientação aos profissionais”, observa. Ela sugere um tamanho padrão para os móveis. Assim, há mais chances de caber em qualquer casa.

Almofadas, abajures e quadros dão toque especial ao ambiente
Almofadas, abajures e quadros dão toque especial ao ambiente. Crédito: Aparecida Borges/divulgação

Uso de quadros, cartazes e almofadas dão um toque especial ao ambiente. Aparecida Borges sugere o uso de peças pessoais como item de decoração. Ela conta que já emoldurou uma camisa de futebol autografada para um cliente e deixou exposta como um quadro. Para evitar furos na parede, a arquiteta sugere o uso de fitas adesivas mais resistentes.

As cortinas também não ficam de fora. A especialista prefere as de tecido, assim podem ser modificada inúmeras vezes de acordo com a altura da janela de cada casa.

Iluminação e plantas

Um ambiente bem iluminado também dá um toque especial no espaço, segundo Amanda Daleprane. Cores mais quentes, ou seja, mais amareladas, trazem mais aconchego, de acordo com a especialista. Caso o cômodo tenha poucas opções de bocais, ela sugere o uso de trilhos e abajures. 

As plantinhas estão na moda e com razão. Amanda afirma que, além de trazerem vida ao ambiente, elas são ótimas distrações. “Agora que precisamos ficar em casa devido a pandemia, é uma verdadeira terapia”, finaliza.

A Gazeta integra o

Saiba mais
imóveis

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.