ASSINE

Churrasqueira em apartamento é opção de lazer privativo

Modelos que não fazem fumaça é a melhor opção para manter a boa convivência

Publicado em 30/10/2020 às 18h01
Além da churrasqueira, também é necessário pia e bancada para facilitar o manuseio da carne
Além da churrasqueira, também é necessário pia e bancada para facilitar o manuseio da carne. Crédito: Kouzina/Divulgação

A churrasqueira parece ser um utensílio restrito a quem tem casa com quintal. Contudo, o clássico churrasco de domingo também está entrando nos apartamentos. Graças a tecnologias e criatividade dos arquitetos, o utensílio está ocupando espaço nas varandas de vários prédios.

Os arquitetos Erika Mello e Renato Andrade são experientes nesse processo. Eles explicam que a escolha entre uma churrasqueira a gás, carvão ou elétrica depende das especificidades do local e do desejo do cliente. “Além disso, de nada adianta ter uma churrasqueira sem um espaço, geralmente uma bancada, para manuseio das carnes”, completa Renato Andrade.

O sócio-diretor da loja de utensílio para cozinha Kouzina, Paulo Gottardi, explica que as churrasqueiras a gás e elétricas são as mais possíveis de serem aplicadas em varandas de apartamento. Há modelos compactos e maiores, possibilitando a instalação em vários ambientes diferentes. “Tem a embutida em torre, que é parecida com a tradicional, estilo americana, mas essa já faz um pouco mais de fumaça. Outra opção é a cooktop. No caso da elétrica tem a opção infravermelha e não faz fumaça.”

Churrasqueiras a gás são mais confortáveis para os moradores e vizinhos
Churrasqueiras a gás são mais confortáveis para os moradores e vizinhos. Crédito: Kouzina/Divulgação

Aqueles que gostam da fumaça para defumar alguma peça de carne, alguns modelos vêm com compartimentos para queimar lenha, por exemplo.

Para garantir a boa convivência entre os vizinhos, a arquiteta e conselheira do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/ES), Dani Caser, tem preferência pelo modelo elétrico. “Não tem fumaça nem cheiro”, destaca.

Instalação

A especialista explica que, muitas vezes, as varandas não tem ponto de gás que sempre fica na cozinha, um cômodo que costuma ficar do lado oposto da varanda. “Para uma churrasqueira a gás sem um ponto previamente instalado, tem que fazer uma obra mais radical. O duto de gás deve ficar no contra piso, então tem que quebrar tudo e chamar mão de obra especializada. Se a pessoa não for fazer uma obra maior previamente, não compensa.”

A instalação do modelo elétrico é mais simples, segundo Dani Caser, porque é preciso apenas uma tomada de 220 volts e, para isso, um serviço mais simples pode ser feito.

Regras do condomínio precisam ser levadas em consideração antes de iniciar as obras
Regras do condomínio precisam ser levadas em consideração antes de iniciar as obras. Crédito: Luis Gomes

Quanto ao modelo a carvão, mais tradicional, a arquiteta nem cogita para apartamentos. “Só fazemos se o prédio já tem sistema de exaustão.”

Ainda segundo Dani Caser, é preciso ter atenção com outros detalhes. “Também tem que puxar ponto de água e esgoto, tem que instalar armários e bancadas”, acrescenta.

Antes da obra

Todos os profissionais lembram da necessidade de documentar a obra junto ao síndico. A NBR 16.280 exige que o condômino contrate profissionais de arquitetura e engenharia para a execução e documentação de obras de grande porte dentro das unidades. Esse aspecto é importante para que sejam respeitadas as normas do condomínio e a integridade do prédio.

imóveis

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.