> >
Expansão imobiliária: as regiões do ES que são as apostas para 2024

Expansão imobiliária: as regiões do ES que são as apostas para 2024

Especialistas indicam regiões que devem receber novos empreendimentos e perspectivas de valorização no Estado, além das áreas já consolidadas, principalmente na Grande Vitória

Publicado em 18 de dezembro de 2023 às 15:57- Atualizado há 2 meses

Ícone - Tempo de Leitura 5min de leitura
Bairro Jockey, Vila Velha
Jockey de Itaparica, em Vila Velha, deve receber novos lançamentos de alto padrão. (Ricardo Medeiros)

Em um período marcado pela estabilidade – mas não estagnação – o mercado imobiliário do Espírito Santo mantém sua trajetória de crescimento, abrindo novas áreas de expansão e consolidando aquelas que já estão em evidência. Prova disso é que Vitória, Serra e Vila Velha continuam na dianteira do desenvolvimento desse setor, liderando tanto em lançamentos quanto em unidades em construção.

Dados do Censo mais recente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Espírito Santo (Sinduscon-ES) mostram que as três cidades, juntas, somam mais de 1.400 unidades lançadas no primeiro semestre de 2023, totalizando 13.338 unidades em construção no mesmo período.

Portanto, é de se esperar que essas áreas continuem recebendo novos empreendimentos, principalmente no ano que vem. Segundo o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES), Eduardo Fontes, há projetos em aprovação e para serem aprovados para lançamentos em Vitória nos bairros Jardim Camburi, Bento Ferreira e Enseada do Suá. Outras áreas que têm despertado a atenção do mercado são a região no entorno do Aeroporto de Vitória e a extensão do Centro da Capital.

Aspas de citação

Na Serra, devem continuar prevalecendo lançamentos de loteamentos e empreendimentos econômicos, com a possibilidade de vermos, em breve, projetos verticalizados de médio e alto padrão no município. Já em Vila Velha, o Jockey de Itaparica se mantém como a região com mais espaços para crescer.

Eduardo Fontes
Presidente da Ademi-ES
Aspas de citação

“Na Serra, devem continuar prevalecendo lançamentos de loteamentos e empreendimentos econômicos, com a possibilidade de vermos, em breve, projetos verticalizados de médio e alto padrão no município. Já em Vila Velha, o Jockey de Itaparica se mantém como a região com mais espaços para crescer”, complementa.

O presidente do Sinduscon-ES, Douglas Vaz, também aposta no surgimento de novos condomínios horizontais em Vila Velha, às margens da Rodovia do Sol e da Leste-Oeste. O mesmo deve acontecer em Cariacica e Viana, onde há mais áreas para esse tipo de empreendimento, com loteamentos.

“Já a verticalização, nesses dois municípios, deve vir com lançamentos do programa Minha Casa, Minha Vida. Apesar de que a concentração desse segmento deve ficar em Vila Velha e Serra, uma vez que são duas cidades mais amadurecidas em termos de estrutura de lazer, serviços e empregos”, observa.

Fora da Grande Vitória, o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 13ª Região (Creci-ES), Aurélio Capua Dallapicola, destaca a Região Serrana, com Domingos Martins, que inclui Pedra Azul, e Santa Teresa, com seu potencial turístico, e também a Região Noroeste, com destaque para os municípios de Colatina e Nova Venécia, por conta do agronegócio.

“Além disso, a região tem belezas naturais, como o Parque Estadual de Forno Grande, com potencial econômico e turístico e tende a despontar ou permanecer em evidência no Estado, fora da Grande Vitória”, complementa.

Conheça as áreas que devem continuar a expansão do mercado imobiliário no ES em 2024:

Vitória

Área do Banco do Brasil na Enseada do Suá
Enseada do Suá terá novos empreendimentos. (Vitor Jubini)

  • Praia do Canto continua sendo atrativa para novos empreendimentos, apesar das poucas áreas, onde estarão focados lançamentos de alto padrão e luxo. 
  • Mata da Praia, com destaque para a região nas proximidades do Aeroporto de Vitória, cujos empreendimentos devem focar em turismo de negócios e no novo perfil social dos jovens, que buscam mais praticidade no dia a dia. 
  • Enseada do Suá até a Ilha de Santa Maria, que se tornou um novo trecho de lançamentos do município para empreendimentos de alto padrão e luxo.
  • Jardim Camburi, que pela escassez de terrenos, começa a mudar o seu padrão de lançamentos para empreendimentos de médio para alto padrão.

Vila Velha

Parque das castanheiras, Praia da Costa, Vila Velha
Parque das Castanheiras é aposta em Vila Velha. (Ricardo Medeiros)

  • Jockey de Itaparica vai atrair novos lançamentos de médio e alto padrão, impulsionados pelos empreendimentos de luxo na região e também por ser uma das últimas áreas livres próximas à praia.
  • Praia da Costa, apesar de poucos terrenos, ainda receberá novidades em 2024, principalmente na região do Parque das Castanheiras, de alto padrão.
  • Margens da Rodovia do Sol e Leste-Oeste devem ter lançamentos de condomínios horizontais de alto padrão. 
  • Por conta de seus espaços mais para o interior, o município tem grande atrativo para novos empreendimentos contemplando o Minha Casa, Minha Vida, a exemplo de bairros como Rio Marinho, Vale Encantado e Santa Paula.

Serra

Praia de Jacaraipe, Serra
Jacaraípe está no eixo em constante expansão da Grande Vitória. (Ricardo Medeiros)

  • Laranjeiras, Jacaraípe, Praia Grande e Nova Almeida fazem parte do eixo em constante expansão da Grande Vitória. Por conta de sua infraestrutura comercial, esses bairros devem continuar recebendo novos lançamentos imobiliários.
  • O foco no município serão empreendimentos voltados para o Minha Casa Minha Vida, por conta dessa proximidade com o eixo de desenvolvimento e infraestrutura. Condomínios horizontais e empreendimentos verticais de médio padrão também estão no foco.

Cariacica

Vista da região de Campo Grande - Cariacica - crédito Claudio Postay - divulgação Prefeitura de Cariacica
Campo Grande tem despontado como opção de investimento para novos empreendimentos. (Prefeitura de Cariacica/Divulgação)

  • Campo Grande e Jardim América têm despontado como opções de investimento na Grande Vitória. Essas áreas estão próximas a importantes vias de acesso e apresentam desenvolvimento comercial e residencial crescente. O foco devem ser loteamentos e lançamentos econômicos.

Viana

Os representantes de Viana vão conhecer as experiências de inovação na gestão pública adotadas em cidades portuguesas
Viana tem potencial para grandes lançamentos de padrão econômico e de loteamentos. (PMV/Divulgação)

Assim como Cariacica, tem potencial para grandes lançamentos de padrão econômico e também de loteamentos, por conta de suas áreas maiores, possibilitando, inclusive, a criação de novos bairros por meio desses empreendimentos.

Guarapari

Bacutia, Enseada Azul, Guarapari
Enseada Azul deve continuar atraindo empreendimentos de alto padrão e luxo. (Marcelo Moryan)

  • Praia do Morro, apesar das poucas áreas, ainda tem espaços para lançamentos na região, principalmente de médio e alto padrão. 
  • Já a Enseada Azul deve continuar atraindo empreendimentos de alto padrão e luxo, com foco em áreas mais próximas ao mar, assim como Meaípe.

Região Sul

Prefeitura de Cachoeiro anuncia distribuição de água a pessoas em situação de rua
Cachoeiro atrai novos empreendimentos e lançamentos imobiliários, principalmente de loteamentos . (Divulgação/Prefeitura de Cachoeiro)

  • Cachoeiro de Itapemirim é um polo importante de extração e beneficiamento de rochas ornamentais, o que atrai novos empreendimentos e lançamentos imobiliários, principalmente de loteamentos. 
  • Anchieta por sua continuidade e proximidade com Guarapari e pela volta das atividades da Samarco.

Região Norte

Movimentação em Linhares é vigiada por câmeras inteligentes
Linhares tem a economia e o turismo como atrativos para novos empreendimentos. (Felipe Reis/ Prefeitura de Linhares/ Divulgação)

  • A Região Norte, que abrange municípios Linhares e São Mateus, é conhecida por sua vocação para a agricultura e pecuária. 
  • Linhares é um importante polo agroindustrial, com destaque para a produção de café, cacau, frutas e avicultura. Além disso, a região tem um litoral com praias famosas, atraindo turistas.
  • Aracruz, por sua proximidade com grandes empresas e também com a Grande Vitória.
  • Por serem cidades com áreas planas e onde a tendência é morar em casas, o mercado deve continuar investindo em loteamentos de médio e alto padrão.

Região Serrana

Pedra Azul Summit
Pedra Azul, na Região Serra, é conhecida por seu clima ameno e atrações turísticas. (Fernando Madeira)

  • A Região Serrana, que inclui Domingos Martins, Pedra Azul e Santa Teresa, é conhecida por seu clima ameno, com temperaturas mais baixas em relação ao restante do Estado. Essa característica atrai turistas, além de oferecer paisagens naturais, trilhas e cachoeiras. 
  • Essa vocação voltada para o turismo tem atraído empreendimentos de alto padrão, como loteamentos e condomínios de casas, com a finalidade de abrigar turistas ou mesmo uma segunda moradia.

Região Noroeste

Colatina já investiu cerca de R$ 140 milhões em Saúde, Educação e Habitação
Colatina tem potencial econômico e turístico e tende a permanecer em evidência no Estado. (Divulgação)

  • O destaque fica para os municípios de Colatina e Nova Venécia, conhecidos por sua produção agropecuária, principalmente na área de laticínios. A região tem potencial econômico e turístico e tende a despontar ou permanecer em evidência no Estado.
  • O potencial de novos lançamentos será voltado para moradores dessas cidades, dividindo entre condomínios e a criação de novos bairros por meio de loteamentos.

Fonte: Ademi-ES, Creci-ES, Sinduscon-ES

Este vídeo pode te interessar

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais