> >
Especialistas explicam como usar os livros na decoração da sua casa

Especialistas explicam como usar os livros na decoração da sua casa

É possível usar a criatividade e combinar os diferentes tipos de brochuras, tamanhos, capas e cores para deixar um ambiente ainda mais bonito

Publicado em 8 de janeiro de 2024 às 11:00- Atualizado há 5 meses

Ícone - Tempo de Leitura 3min de leitura
Em integração entre biblioteca e sala de estar, a arquiteta Isabella Nalon aproveitou a imensa coleção do morador para dispor os livros em uma ampla estante projetada por ela
Em integração entre biblioteca e sala de estar, a arquiteta Isabella Nalon aproveitou a coleção do morador para dispor os livros em uma estante projetada por ela. (Julia Herman)

Uma das maiores fontes de conhecimento, o livro ainda é um item capaz de enriquecer não só a nossa capacidade de aprender novas coisas, como também de incrementar a decoração de onde habitamos. Por conter vários tipos de brochuras, tamanhos, capas e cores, eles abrem um leque de possibilidades para uma disposição criativa, repleta de charme e personalidade. Arquitetas entrevistadas pelo Hub Imobi contam como usam esses objetos para deixar os ambientes da casa ainda mais bonitos.

Outro benefício desse tipo de decoração é que a exposição de um livro é uma excelente forma de mostrar, com orgulho, suas preferências literárias. “Os livros sempre são bem-vindos no décor e temos diversas maneiras de usá-los na decoração. Podemos colocá-los em evidência em mesas de centro, estantes ou nichos, por exemplo”, defende a arquiteta Isabella Nalon, à frente do escritório que leva o seu nome.

Tatiana Coutinho e Roberta Vilela
O projeto de Tatiana Coutinho e Roberta Vilela mostra que até mesmo poucos livros podem fazer a diferença na decoração. (Jomar Bragança)

Para ela, a economia também é um dos pontos fortes nesse estilo de décor, visto que não é preciso adquirir objetos decorativos para embelezar o ambiente. "A coleção do morador já cumpre esse papel e podem ser facilmente mudados de posição para a limpeza", pontua.

A profissional ainda lembra que outra grande vantagem é o poder de impacto dos livros, que são interativos. "A possibilidade de compor o décor com peças que incentivam o visitante aos movimentos de tocar, abrir, ler, apreciar e despertar a curiosidade é incrível”, considera a arquiteta.

Tatiana Coutinho e Roberta Vilela
As arquitetas Tatiana Coutinho e Roberta Vilela usaram livros expostos em prateleiras e estantes neste escritório. (Gustavo Forattini)

As arquitetas Tatiana Coutinho e Roberta Vilela compartilham da mesma opinião. Tatiana aponta que os livros são fonte de inspiração nos projetos da dupla.

“Quando vamos entregar um projeto, sempre pedimos aos clientes para separarem seus livros favoritos. Reviver memórias e valorizar os interesses dos moradores sempre dão um resultado positivo. À medida que vamos arrumando os cantinhos, os clientes se reconhecem mais naquela casa e até animam de comprar novos livros”, conta.

Como usá-los

Por serem itens versáteis, de diferentes dimensões e cores, os livros conseguem se encaixar no modo individual, em fileiras, pilhas ou com apoio sobre superfícies verticais e horizontais

Isabella recomenda abusar de modelos volumosos e pesados, usar os livros de tamanho médio para não deixar as diferenças de medidas tão evidentes e separar as obras por cor da capa ou lombada do livro, bem como por tamanho, autoria ou tema.

De acordo com a Nalon, a falta de organização e limpeza são os dois maiores erros para quem utiliza os livros no décor
De acordo com a arquiteta Isabella Nalon, a falta de organização e limpeza são os dois maiores erros para quem utiliza os livros no décor. (Julia Herman)

Para produzir uma estante, por exemplo, Tatiana e Roberta também afirma que quanto mais exemplares, melhor. “É interessante também combinar outros elementos, como plantas ou objetos de arte. Os livros conseguem valorizar e evidenciar estes complementos”, observa Roberta

"Em mesas de centro, dê preferência aos livros com fotografias ou conteúdos de seus hobbies preferidos (viagens, moda, joias, barcos, vinhos, música, por exemplo). Dessa forma, a decoração não fica 'engessada' e vocês podem se divertir folheando”, sugere também.

Confira mais dicas dadas pelas profissionais:

Isabella Nalon organizou os livros nas prateleiras variando o posicionamento de blocos verticais ou horizontais, além de alternar as cores
Isabella Nalon organizou os livros nas prateleiras variando o posicionamento de blocos verticais ou horizontais, além de alternar as cores. (Julia Herman)
  • 1

    Prateleiras, estantes ou nichos flutuantes?

    Antes de escolher o local onde os livros serão expostos, o morador precisa avaliar qual estilo decorativo quer seguir e onde eles serão colocados. Prateleiras e estantes são bem-vindas quando se busca um impacto visual imperativo e maior área de exposição e armazenamento. Nichos são boas pedidas em espaços mais íntimos, como dormitórios e escritórios. Além disso, os livros não precisam ficar presos a esses espaços. Mesas de centro, laterais e cadeiras de apoio são outras possibilidades interessantes.

Tatiana Coutinho e Roberta Vilela
Tatiana Coutinho e Roberta Vilela uniram o conceito de biofilia com o gosto pela leitura. ( Felipe Araújo)
  • 02

    Livros e outros objetos decorativos

    Intercale os livros com outras peças como vasos, esculturas, caixas ou itens de memória afetiva. Fazer essas combinações traz movimento para o ambiente e enriquece ainda mais a decoração.

  • 03

    Limpeza sempre

    Limpar constantemente o local evita acúmulo de sujeira, pó, traças e outros insetos, além de garantir que os livros fiquem em bom estado por mais tempo. A coleção também precisa estar em um espaço organizado. Caso eles fiquem amontoados, a probabilidade de danos nas capas, nas lombadas e nas páginas é alta.

A iluminação pode passar diferentes sensações no cantinho do livro
Caru Cunha mostra como a iluminação pode passar diferentes sensações no cantinho do livro . (Arthur Matos)
  • 4

    Iluminação

    Além de trazer maior visibilidade aos espaços, que, muitas vezes, é o mesmo local de leitura, a iluminação pode ser posicionada estrategicamente para criar sensações e ampliar espaços. A lâmpada LED é a alternativa mais aconselhada e sustentável. Com um consumo de energia menor, essa luz não emite radiação ou calor, e pode ser encontrada na cor branca e amarela. Outra dica é apostar em iluminação linear, com fitas e perfis de LED ou pequenos plafons direcionados para essas áreas, bem como pequenas luminárias de mesas dentro dos nichos ou apoiadas sobre as prateleiras.

Este vídeo pode te interessar

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

Tags:

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais