ASSINE

Desmistificando o gin: conheça a bebida mais consumida no verão

Sensação entre os drinques da estação mais quente do ano, o Gin é uma boa pedida para aproveitar uma praia ou sair à noite. Mas você sabe de onde veio o destilado?

Tempo de leitura: 4min
  • Zucchi Destilaria

  • Estúdio Gazeta

    O Estúdio Gazeta é o time de produção de conteúdo para anunciantes da Rede Gazeta, com estrutura independente da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 31/01/2022 às 11h44
Gin voltou aos holofotes recentemente, devido à necessidade do mercado de inovar em coquetéis e drinques
Gin voltou aos holofotes recentemente, devido à necessidade do mercado de inovar em coquetéis e drinques. Crédito: Bruno Zamprogno

Sucesso do momento, o gin está entre as bebidas mais consumidas no verão por ser versátil e prático. Mas você sabe de onde ele vem? O destliado teve origem no século XVI, quando o médico holândes Francisco de la Boie, conhecido como Sylvius, estava tentando produzir um remédio para tratar problemas renais. Ao misturar os frutos de uma planta medicinal chamada zimbro com álcool de cereais, ele teve como resultado o que hoje conhecemos como gin.

A bebida, que caiu no gosto dos ingleses e já foi bastante comercializada, voltou aos holofotes mais recentemente, devido à necessidade do mercado de inovar em coquetéis e drinques. O master distiller da Zucchi Destilaria, Alberto Seibel. Acredita que, como é fácil de encontrar combinações com o gin, ele voltou para ficar.

“É menos calórico, mas também tem que prestar atenção na qualidade do destilado. Na hora de escolher, vale a pena ficar de olho na composição e dar preferência aos que utilizam os botânicos in natura. Se tiver alguma adição de extrato ou essência, não é muito recomendável”, explica Seibel.

De acordo com Alberto, geralmente, a produção da bebida leva entre sete a 30 dias, mas na Zucchi Destilaria esse tempo é determinado pela infusão, que é feita com botânicos in natura. A extração, portanto, respeita a maturação das especiarias, o que garante uma qualidade maior na extração dos óleos essenciais.

Alberto Seibel tem formação como sommelier de destilados e especialização e harmonização com gin pela Associação Brasileira de Sommelier (ABS).
Alberto Seibel tem formação como sommelier de destilados e especialização e harmonização com gin pela Associação Brasileira de Sommelier (ABS). Crédito: Bruno Zamprogno

“O Gin 743 é diferenciado desde o princípio. Ele tem um toque mais seco, cítrico e muita personalidade. Isso nos diferencia dos concorrentes nos testes às cegas e valoriza o trabalho do barman, porque a base é determinante para uma boa bebida”, destaca. 

Alberto Seibel foi convidado por Ronaldo Zucchi, um dos proprietários da destilaria, para ajudar a desenvolver as receitas. Foram realizados 15 testes antes de chegarem à fórmula final do Gin 743. A parceria deu certo e já rendeu três medalhas de prata em concursos pelo mundo para o produto: uma em Belo Horizonte, outra no Spirits Selection by Concours Mondial de Bruxelles, na Bélgica, considerado o maior concurso de bebidas destiladas do mundo, e a terceira no Word Gin Awards 2022 de Londres, na Inglaterra, na categoria London Dry Gin. 

“Nosso produto é artesanal e bem qualificado. Acredito que é uma boa pedida para o verão, porque o gin é mais refrescante. Durante a elaboração adicionamos 15 botânicos para garantir um aroma mais equilibrado. Queremos fazer um destilado marcante sem o risco do consumidor ficar com dor de cabeça ou com mal-estar no dia seguinte”, explica Ronaldo Zucchi.

Fã de Raul Seixas, Ronaldo Zucchi batizou a marca com o próprio sobrenome e se inspirou no mítico cantor para dar o nome ao seu gin mais premiado.
Fã de Raul Seixas, Ronaldo Zucchi batizou a marca com o próprio sobrenome e se inspirou no mítico cantor para dar o nome ao seu gin mais premiado. Crédito: Bruno Zamprogno

MAS O QUE DIFERENCIA O GIN?

Assim como outras bebidas, o gin passa pelo processo de destilação, ou seja, a adição de água ao álcool de cereal. Logo depois, o líquido é realocado no alambique, onde são adicionados os botânicos. Essa etapa varia entre as destilarias, mas na Zucchi são acrescentados 15 especiarias para trazer aroma e sabor a bebida. Isso o diferencia dos outros destilados.

Somente na composição do Gin 743 são adicionados: zimbro, semente de coentro, camomila, cardamomo, pimenta jamaica, alecrim, raiz de angélica, alcaçuz, capim limão, lírio, menta, casca de limão siciliano, amêndoas, noz moscada e laranja amarga.

O calor conservado dentro do alambique intensifica a liberação de óleos essenciais, que ficam descansando até o ponto considerado ideal pelo mestre destilador. O produto é transferido para um reator que amolece os ingredientes. As etapas finais variam de acordo com o produtor.

ZUCCHI DESTILARIA

Mesmo com pouco tempo de mercado, o feedback dos produtos da Zucchi Destilaria tem sido muito positivo. De acordo com Ronaldo, o projeto nasceu a partir de um desejo pessoal do proprietário em produzir destilados de altíssimo padrão de qualidade.

Ele conta que o avô era dono de um alambique e a memória afetiva de sua infância permaneceu durante os anos. Quando adulto, tornou-se apreciador de uísque e então nasceu o sonho de montar uma destilaria, que fosse um projeto que agregasse bons momentos na vida das pessoas.


Zucchi Destilaria
Somente na composição do Gin 743 são adicionados 15 botânicos. Crédito: Bruno Zamprogno

“Por isso, digo que não estamos vendendo destilados, mas sim a minha história. Meu sonho era ter uma pequena destilaria como distração, porque sempre gostei muito de uísque, então queria fazer algo de requinte e com personalidade. Com resultados positivo, aumentamos o nosso portfólio e hoje produzimos gin, rum, limoncello, cachaças especiais e em breve queremos lançar uma vodca”, pontua.


A Zucchi Destilaria tem como objetivo oferecer produtos diferenciados e sinônimos de qualidade. Além dos já conhecidos Gin 743 e o rum Anny Bonny, a expectativa é que para 2022 novos produtos sejam lançados como, por exemplo, uma vodca. “É o começo de grandes conquistas. Nossos processos são artesanais, bem qualificados e viemos para ficar”, finaliza Ronaldo.

Instagram

WhatsApp

Facebook

Endereço

Rua São Pedro, 103 | Jardim Limoeiro | Serra | ES | 29164-042

Site

Este é um conteúdo de responsabilidade do anunciante.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.