ASSINE

Duas mulheres são presas após morte de agricultora de Vargem Alta

Sula Almeida e Flávia Almeida foram presas suspeitas de envolvimento no crime; caso segue sob investigação

Publicado em 06/12/2019 às 19h09
Atualizado em 17/12/2019 às 10h30
Thamires foi atingida por tiros nas costas e na cabeça. Ela estava com o marido em um caminhão quando foi abordada por dois homens. Crédito: Arquivo Pessoal
Thamires foi atingida por tiros nas costas e na cabeça. Ela estava com o marido em um caminhão quando foi abordada por dois homens. Crédito: Arquivo Pessoal

As polícias civil e militar de Vargem Alta prenderam duas mulheres na quinta-feira (05), suspeitas de envolvimento na morte da agricultora Thamires Lorençoni Mendes, de 27 anos. O crime aconteceu na tarde do último sábado (30) durante um assalto, na rodovia ES-164, em Vargem Alta, Região Sul do Estado.

No dia do crime, a vítima, Thamires Lorençoni, estava no caminhão com o marido quando foram abordados por um carro na estrada, na altura do trevo que dá acesso para a localidade de Santana, na zona rural de Vargem Alta. Ela teria tentado fugir da ação dos bandidos e foi atingida na cabeça e nas costas. Thamires chegou a ser socorrida para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Nesta quinta, Sula Almeida e Flávia Almeida foram presas em cumprimento de mandados de prisão, expedido pela Justiça de Vargem Alta. Elas são apontadas como mandantes do crime. O delegado, responsável pelo caso, Rafael Almeida, preferiu não dar detalhes do caso para não atrapalhar as investigações. Por telefone, ele afirmou que o caso não foi concluído, que pretende encerrar o inquérito o mais rápido possível e que outras diligências estão em curso.

De acordo com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), as presas permanecem no Centro Prisional Feminino de Cachoeiro de Itapemirim.

O CRIME

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu às 14h30, em frente a uma empresa de mármore e granito. Thamires Lorençoni e o marido estavam no caminhão Mercedes & Benz de cor azul, quando dois homens em um carro modelo Voyage, de cor prata, emparelharam os veículos.

Após terem anunciado o assalto e roubado uma quantia em dinheiro, os criminosos atiraram na mulher, que teria tentado fugir da ação dos bandidos. Thamires Lorençoni foi atingida na cabeça e nas costas, chegou a ser socorrida para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos. Ela deixou três filhos.

Os suspeitos conseguiram fugir e não foram localizados pela polícia.

A Gazeta integra o

Saiba mais
assassinato polícia civil Vargem Alta Caso Thamires

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.