ASSINE

Após perder casa, morador desabafa: "Deus me deu 10 minutos para sair"

O aposentado Getúlio Bolzan, que mora na zona rural de Muniz Freire,  escapou de um deslizamento de terra e desabamento da casa em que morava com a mulher. Em depoimento emocionado, conta que teve um livramento

Publicado em 29/01/2020 às 19h23
Atualizado em 29/01/2020 às 21h05
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Crédito: Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Crédito: Fernando Madeira

"Deus me deu 10 minutos para sair de casa com a minha esposa". As palavras de alívio fazem parte de um relato emocionante do aposentado Getúlio Bolzan, de 58 anos, que escapou de um deslizamento de terra que derrubou a casa em que ele vivia com a mulher, Eliana Monteiro de Jesus Bolzan, em Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire.

A reportagem de A Gazeta esteve na casa — ou pelo menos no que restou dela — na manhã desta quarta-feira (29). Lá, Getúlio contou detalhes da noite de desespero que passou ao lado da mulher, e o livramento, como diz ele, de ter escapado de uma situação dessa.

O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Crédito: Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Crédito: Fernando Madeira

"Fomos dormir 19h30 e quando foi meia-noite, eu acordei para ir ao banheiro. Estava chovendo muito na hora. Eu olhei para a sala, parece que eu estava sendo orientado por Deus. Vi uma lâmpada acesa, que não costumamos deixar ligada. Ignorei, voltei para o quarto, encostei a cabeça no travesseiro e Deus falou: levanta e vai lá apagar essa lâmpada", contou.

-

Ele afirma que foi num intervalo de dez minutos que tudo aconteceu. "Deus me deu 10 minutos. Meia-noite ele me acordou, 10 minutos depois aconteceu. Se eu desobedeço a vontade dele e não levanto para apagar a lâmpada, estaríamos soterrados. Deus virou para mim e falou assim: 'levanta, cara, vai lá apagar aquela lâmpada'. Quando abri a porta, o estouro aconteceu", disse.

Getúlio Bolzan

Aposentado, morador de Muniz Freire

"Se eu não tivesse obedecido a ordem de Deus, estaria morto. Ele foi piedoso demais comigo, a gente não podia morrer. Ele tem um propósito para nós. Foi o tempo de eu gritar minha mulher. A avalanche veio devastadora. Deus gosta tanto de mim, só que ele queria que eu caminhasse de acordo com ele "

No meio da correria, Getúlio só teve tempo de chamar a mulher e sair correndo. Do lado de fora, ele gritou e implorou para ela sair correndo. "Eu não podia correr e largar ela para trás. Fiquei implorando para correr senão ela ia morrer. Ela saiu, a abracei e saímos correndo. Mantive a calma, eu estava vivo. Veio tudo abaixo, ao solo", narrou o aposentado.

LAZER E ACONCHEGO

O lugar em que Getúlio vivia com a mulher, segundo ele, era um sonho e todos gostavam de visitar. "Sou muito receptivo, as pessoas adoravam vir aqui, vivíamos em festa de família. Era muito tranquilo, era o que todo mundo queria. Plantei palmito para fazer esse ambiente gostoso, era um sonho", disse.

LIVRAMENTO

O aposentado fez questão de reforçar que tudo que passou foi um grande livramento de Deus. "Com certeza Deus está me vendo e foi um grande livramento, tudo encaminhado por Ele. Ele estava do meu lado, queria uma coisa especial para mim e eu preciso descobrir o que é para retribuir ",desabafou.

Este vídeo pode te interessar

Getúlio Bolzan, morador de Muniz Freire, perdeu tudo e escapou da morte

O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento". Fernando Madeira
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"
O aposentado Getúlio Bolzan, morador de Alta Saudade, zona rural de Muniz Freire, perdeu a casa em um deslizamento de terra e diz que escapou da morte: "livramento"

A Gazeta integra o

Saiba mais
Chuva no ES Muniz Freire chuva es sul

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.