ASSINE

Autor de postagem que expôs filho de Contarato é indiciado pela PF

Fabiano Contarato (Rede) foi alvo de uma publicação ofensiva nas redes sociais que expôs o filho do parlamentar, de 7 anos

Vitória
Publicado em 23/11/2021 às 06h49
Postagem no Facebook faz críticas e ataques a Contarato e expõe o filho do senador
Postagem no Facebook faz críticas e ataques a Contarato e expõe o filho do senador. Crédito: Reprodução

Polícia Federal indiciou na noite desta segunda-feira (22) o autor da postagem que expôs o senador Fabiano Contarato (Rede) e o filho dele, Gabriel, de 7 anos. O corretor de imóveis Giovani Loureiro foi indiciado pelo crime de injúria contra funcionário público praticado em redes sociais.

O delegado federal responsável pelas investigações, diante da confissão e arrependimento expresso do investigado em relação a sua postagem, dispensou a busca pela evidência digital e a oitiva de testemunhas. Restou então a análise das condutas criminosas percebidas na postagem.

O investigado foi indiciado pelos crimes previstos no art. 140 do Código Penal (Injúria) combinado com o artigo 141, II (contra funcionário público, em razão de suas funções) e artigo 141 § 2º (se o crime é cometido ou divulgado em quaisquer modalidades das redes sociais da rede mundial de computadores, aplicando-se em triplo a pena).

A pena pode ser de detenção, de um a seis meses, ou multa e aumentam-se de um terço, se qualquer dos crimes é cometido contra funcionário público. Se o crime é cometido ou divulgado em quaisquer modalidades das redes sociais da rede mundial de computadores, aplica-se em triplo a pena.

"ME ARREPENDO PROFUNDAMENTE", DIZ INVESTIGADO

Em entrevista para A Gazeta, Loureiro afirmou que estava arrependido pela postagem e que não teve intenção de criticar pessoalmente o senador, mas a postura política dele.

Segundo o corretor, ele está insatisfeito com o mandato de Contarato, candidato que ele votou na última eleição. "Eu me arrependo profundamente de ter feito isso. Realmente me arrependo, eu não sabia que ia ter uma repercussão tão grande assim", disse. 

"Aquela postagem foi sobre ele, única e exclusivamente como político, não tem nada a ver com a pessoa dele. Não tinha nada a ver com a criança, nada de cunho homofóbico", completou.

Segundo dia de depoimento de Pazuello
Senador Fabiano Contarato (Rede). Crédito: Leopoldo Silva

CONTARATO DIZ AGUARDAR DESDOBRAMENTOS

Procurado pela reportagem de A Gazeta na manhã desta terça-feira (23), Contarato afirmou estar esperando os desdobramentos do caso e que buscará a responsabilização penal e civil do autor. Leia a nota:

"Tomei conhecimento de que a Polícia Federal indiciou Giovani Loureiro pelo crime de injúria praticado contra minha pessoa. Aguardarei os desdobramentos do caso junto ao Ministério Público e buscarei a responsabilização penal e civil do autor."

ENTENDA O CASO

Postagem expôs filho de Contarato: entenda o caso

Na tarde do último dia 15 de novembro, Contarato compareceu à Superintendência da Polícia Federal e relatou as ofensas praticadas contra sua família em uma rede social. Segundo a Polícia Federal, a postagem foi objeto de investigação, pois, além de agressiva, expôs fotografia do filho do senador, menor de idade.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, naquele momento, as declarações e materiais trazidos foram encaminhados ao corregedor, que deu devido encaminhamento legal. O Facebook foi oficiado, visando a preservação de provas e pretendia-se ouvir algumas testemunhas e o investigado.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.