ASSINE

Vendedor é flagrado (de novo) ofendendo passageiros em Transcol no ES

Homem foi visto xingando passageiros do Sistema Transcol em 2020, na Grande Vitória. Já em fevereiro de 2021, foi flagrado ofendendo pessoas em Linhares. Agora, a cena se repete

Vitória
Publicado em 17/11/2021 às 13h36

O vendedor de balas flagrado ofendendo passageiros dentro de um ônibus na Região Metropolitana da Grande Vitória e depois em Linhares, no Norte do Espírito Santo, continua a atuar. Desta vez, em Vila Velha. Em 2020, quando o primeiro caso foi divulgado, Thiago Nielsen Teixeira chegou a gravar um vídeo pedindo desculpas, mas, nesta quarta-feira (17), usuários do transporte coletivo voltaram a relatar o comportamento agressivo do homem.

Em conversa com a reportagem de A Gazeta, uma jovem de 21 anos, que prefere não se identificar, contou que viu o homem pela primeira vez na linha 600 (Boulevard Shopping/ T. Ibes via Araças.) De acordo com a passageira, além de desferir palavras de baixo calão e intimidar os passageiros, ele chegou a persegui-la à noite.

Segundo ela, o homem subiu no coletivo vendendo casadinhos, dizendo que tinha acabado de sair da cadeia e estava sem oportunidades de trabalho. Apenas uma senhora se interessou e deu dinheiro para ajudá-lo.

“Na mesma hora que ela fez isso, ele agradeceu e começou a dizer que as pessoas reclamavam quando ele entrava no ônibus para roubar, mas, agora que ele está tentando viver uma vida honesta, ninguém quer ajudar”, lembrou.

VÍDEO COM PEDIDO DE DESCULPAS

TENTOU VENDER PARA A JOVEM

A jovem conta ainda que o homem ofereceu o casadinho para ela, de forma grosseira, chamando-a de patricinha e perguntando se não iria comprar.

"Eu falei que não tinha dinheiro, aí ele foi para a parte de trás do ônibus, que tinha três mulheres. Uma não olhou na cara dele e ele começou a xingá-la, que ela era patricinha, que era para ela olhar para a cara dele enquanto ele falasse", disse.

Depois, segundo a jovem, o homem pediu que as mulheres dessem tudo o que tivessem na bolsa. 

Passageira

Jovem de 21 anos preferiu não se identificar

"Só uma moça abriu e mostrou que não tinha nada. Aí estava na hora de eu descer, ele desceu xingando a menina de piranha e vagabunda porque não tinha olhado na cara dele"

Quando a jovem desceu do ônibus, o vendedor desceu junto e perguntou se ela tinha alguma coisa na mochila. "Ele disse que era para eu dar tudo que eu tivesse. Eu disse que não tinha nada, porque estava voltando da aula e ele me deixou ir", detalhou.

HOMEM JÁ AGIU EM ÔNIBUS DE LINHARES

O vendedor foi flagrado atuando da mesma maneira em Linhares, em fevereiro de 2021. Vídeos enviados à TV Gazeta Nortemostram que o homem ofendia quem se recusava a efetuar a compra. A ação dele foi gravada por uma passageira. No vídeo, o vendedor pede dinheiro e quando a passageira recusa, ele age de modo agressivo, chamando-a de patricinha.

Na época o chefe de fiscalização e postura de Linhares, Laurindo Charles, disse que o homem já tinha sido identificado pelas autoridades do município e que se tratava do mesmo que atuava na Grande Vitória: "É o mesmo vendedor, um comerciante ambulante que veio de outra cidade para o município de Linhares", afirmou.

Em julho de 2020, o vendedor ambulante foi levado para a delegacia quando estava no Terminal de Carapina, na Serra, pela equipe da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra o Transporte de Passageiros. O homem havia sido conduzido até a unidade para prestar esclarecimentos e depois acabou sendo liberado. Na época, a Polícia Civil afirmou que ele já possuía uma condenação por crime de ameaça.

CETURB-ES

A reportagem procurou a Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Espírito Santo (Ceturb-ES), na manhã desta quarta-feira (17), para saber se algum procedimento foi adotado e se há novas denúncias contra o homem, mas, até o fechamento do texto, não obteve retorno. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.