ASSINE

Polícia apreende granada usada na 2ª Guerra Mundial em morro de Vitória

Em um terreno próximo, os policiais também encontraram uma outra granada, mais comum e semelhante ao tipo que é usada pela própria PM. Suspeito conseguiu fugir

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 08/04/2021 às 08h10
Atualizado em 08/04/2021 às 08h10
Granada Vitória de guerra encontrada pela polícia em
Granada de guerra encontrada pela polícia em morro de Vitória. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Polícia Militar apreendeu granadas na noite desta quarta-feira (07),  no Morro do Alagoano, em Vitória. A mais perigosa estava em um esconderijo, dentro da casa de um homem que tem ligação com o tráfico de drogas. A granada é do mesmo modelo usado na Segunda Guerra Mundial. O artefato tem um grande potencial explosivo.

De acordo com o Tenente Pereira, a granada libera estilhaços de metal capazes de ferir gravemente quem estiver por perto. "Foi utilizada pelo exército na época da Segunda Guerra Mundial. É uma granada que é lançada no terreno com o objetivo de ferir qualquer pessoa que esteja próximo. Ela é feita em corpo metálico e tem peças que se soltam no momento da detonação para que quem esteja perto da granada seja ferido pelos estilhaços", explicou.

Local onde a granada estava escondida
Local onde a granada estava escondida. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

A polícia também apreendeu na casa uma arma, um colete a prova de balas, várias munições e material usado para vender drogas.

Em um terreno próximo, os policiais ainda encontraram uma outra granada, mais comum e semelhante ao tipo que é usada pela própria PM.

SUSPEITO FUGIU

Foi uma denuncia anônima que levou a polícia até a casa. O suspeito estava com a namorada, de 17 anos. Quando os policiais chegaram, ele apontou uma arma contra eles. Os militares atiraram contra o homem, mas ele não foi atingido e conseguiu fugir.

"Os policiais conseguiram ver que ele tinha um volume estranho nas mãos e tentava esconder com a camisa. Identificaram que era a arma de fogo. Fizeram um cerco em volta da casa, na tentativa de adentrar e prender o rapaz. Vendo que estava cercado, ele encontrou uma janela e pulou. Na sequência pulou o muro da casa, entrou em uma outra residência e conseguiu sair de lá sem que os policiais o vissem", afirmou o Tenente Pereira.

O esquadrão antibombas, da Companhia Independente de Missões Especiais foi chamado para recolher as granadas. A namorada do suspeito foi levada para a delegacia, em Vitória.

Com informações da TV Gazeta.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.