ASSINE

50 pessoas são detidas pela Polícia Ambiental em rinha de galo em Linhares

Foi necessário um ônibus para fazer o transporte de todos os detidos. Também foram apreendidos no local 70 galos

Publicado em 02/08/2020 às 18h53
Atualizado em 02/08/2020 às 19h14
Polícia Ambiental prende 50 pessoas em rinha de galo no interior de Linhares
Após denúncia anônima, equipes da Polícia Militar Ambiental estiveram no local onde acontecia rinha de galo. Crédito: Internauta/Reprodução

Cerca de 50 pessoas foram levadas para a 16ª Delegacia Regional de Linhares, no Norte do Estado, na tarde deste domingo (2), após serem flagradas em uma rinha de galo na comunidade conhecida como Assentamento Cesino, interior do município.

De acordo com o Capitão Rodrigo, da Polícia Militar Ambiental, os policiais chegaram até o local após uma denúncia anônima, por volta das 13h. Quatro viaturas participaram da fiscalização que flagrou o crime. Além do encaminhamento dos detidos, também foram apreendidos cerca de 70 galos no local.

Foi necessário um ônibus para fazer o transporte de todos os detidos. O veículo foi escoltado pela polícia e conduzido para a delegacia, onde os envolvidos serão ouvidos pelo delegado de plantão.

Em um vídeo, é possível ver o momento em que os detidos chegam na 16ª Delegacia Regional de Linhares. Eles são acompanhados por policiais e encaminhados para dentro do prédio para interrogatório. 

Segundo o capitão, por ser um crime de menor potencial ofensivo, todos serão liberados. “Eles vão ser, provavelmente, ouvidos e liberados, após assinar um termo circunstanciado. Por ser um crime de pequeno potencial ofensivo, nesse caso, não admite flagrante”, explicou.

No entanto, o capitão ressalta que a polícia vai continuar fiscalizando e evitando que novas situações como essas aconteçam. “O alerta que a gente faz é ressaltar que rinha de galo é crime e que a população tem que denunciar. Denunciando, a Polícia Militar Ambiental vai agir e fazer a fiscalização”, completou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.