ASSINE

"Passei pela morte", diz manicure ameaçada pelo ex-companheiro em Vila Velha

A vítima contou que o ex tentou cortar o pescoço dela porque não aceita o fim do relacionamento. Assim que foi detido pelos agentes da Guarda, ele fez questão de dizer que era ex-presidiário e que "era muito homem para assumir o que fez"

Publicado em 30/03/2021 às 07h30
Caso de estupro está sendo investigado pela Delegacia de Plantão Especializado da Mulher
Suspeito foi detido e levado para a Delegacia de Plantão Especializado da Mulher, em Vitória. Crédito: Divulgação | Polícia Civil

Uma manicure foi ameaçada de morte pelo ex-companheiro em Vila Velha. O crime aconteceu na noite desta segunda-feira (29) no bairro Soteco. A vítima de 45 anos teve um facão apontado para o pescoço pelo ex-namorado, um homem de 30 anos. “Hoje eu passei pela morte”, disse. O suspeito foi detido e levado para a Delegacia da Mulher, em Vitória.

Segundo a vítima, tudo aconteceu quando ela estava indo para a casa de uma vizinha. A manicure conta que o ex-companheiro tentou cortar o pescoço dela porque não aceita o fim do relacionamento.

“Fui para a casa da minha vizinha. Chegando lá, ele pegou o facão e disse que ia me matar, falando 'o que você quer é isso aqui, ó', e veio pra cima do meu pescoço. Eu pedi para ele não fazer isso, pelo amor de Deus. A rua encheu de gente e ele saiu fora”, disse.

Vítima de 45 anos foi ameaçada de morte pelo ex-companheiro, em Vila Velha
Vítima de 45 anos foi ameaçada de morte pelo ex-companheiro, em Vila Velha. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

A Guarda Municipal de Vila Velha e a PM foram acionadas. O homem acabou detido próximo a um bar, perto da casa da ex-companheira. Segundo a inspetora Oliveira, da Guarda de Vila Velha, o homem estava visivelmente alterado.

“Ele estava próximo a um barzinho que estava fechado, atendendo por uma grade. Se mostrou muito alterado, desequilibrado, uma pessoa fora de si”, contou.

O homem tem 30 anos e foi levado para a Delegacia da Mulher, em Vitória. Ele já foi preso antes pelo crime de homicídio e cumpriu pena em Linhares, no Norte do Estado. Assim que foi detido pelos agentes da Guarda Municipal, ele fez questão de dizer que era ex-presidiário e que cometeu o crime.

“Fez questão de dizer que era ex-presidiário, que havia cometido um crime, que tinha outras passagens, e que era muito homem para assumir o que fez. E disse que não vai permitir viver e ter que visualizar a ex-companheira com outro homem”, disse a inspetora.

A manicure contou que esse não é o primeiro episódio de ameaças feito pelo homem. Recentemente, ele invadiu a casa da mãe dela. “Esses tempos atrás ele invadiu a casa da minha mãe e quebrou tudo. A gente teve que gradear a casa. A gente fica preso e ele solto”, lamentou.

A Guarda não conseguiu localizar o facão usado pelo acusado. A manicure espera que o ex-companheiro fique preso, e aguarda por Justiça. “Eu espero que resolva isso. Hoje eu passei pela morte. Por pouco ele arranca meu pescoço fora”, desabafou. Ela pediu medida protetiva para o ex-namorado.

A reportagem procurou a Polícia Civil para saber que medidas foram tomadas neste caso. Por nota, a corporação informou que o suspeito de 30 anos foi autuado em flagrante por ameaça na forma da lei Maria da Penha e tentativa de invasão de domicílio e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana. "O procedimento será encaminhado para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Vila Velha", completou.

Com informações de Tiago Félix, da TV Gazeta

Atualização

30 de Março de 2021 às 09:38

A Polícia Civil enviou a informação sobre os procedimentos adotados neste caso. O texto foi atualizado.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.