ASSINE

Mulher embriagada é detida após causar confusão na Praia do Canto

Policial militar afirma que foi vítima de xingamentos racistas; ela também teria agredido funcionários de restaurante do bairro, no final da tarde desta sexta

Publicado em 13/08/2021 às 19h38
Mulher foi algemada e contida pelos policiais após causar confusão na Praia do Canto
Mulher foi algemada e contida pelos policiais após causar confusão na Praia do Canto. Crédito: Caique Verli

Uma mulher de 28 anos foi detida nesta sexta-feira (13) suspeita de agredir funcionários de um restaurante na Praia do Canto, em Vitória, e ofender um policial militar com xingamentos racistas. O caso aconteceu no final da tarde, pouco antes das 18h. Ela foi identificada como Samara Lara Martins Verdieri.

Segundo apurou o repórter Caique Verli, da TV Gazeta, o sargento Alberto foi quem atendeu a ocorrência. Ele afirmou ter sido vítima dos xingamentos racistas. Disse, ainda, que a Polícia Militar foi acionada pelos próprios funcionários do restaurante.

Sargento Alberto

Polícia Militar

"A viatura foi acionada pelo 190. Informaram que tinha uma mulher ensandecida e alcoolizada. Ela teria passado a agredir as pessoas com palavras de baixo calão. Ela também disse que eu era negro e burro, e que por isso estava na Polícia Militar"
Sargento afirma ter sido xingado pela mulher que causou confusão na Praia do Canto
Sargento afirma ter sido xingado pela mulher que causou confusão na Praia do Canto. Crédito: Caique Verli

Funcionários do restaurante afirmaram à polícia que, antes do estabelecimento abrir, a mulher tentou forçar a entrada no local com uma garrafa de uísque.

Lá, segundo a PM, ela agrediu funcionários com chutes. O sargento conta que foi xingado de "policial de bosta". Ela ainda teria dito que ele era burro e que estava na Polícia Militar por ser negro.

Ela foi contida, algemada e colocada na viatura para ser conduzida à Delegacia Regional de Vitória. Samaralara foi autuada por desacato, desobediência, resistência e injúria racial. Ela foi liberada para responder em liberdade.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.