ASSINE

Mulher é agredida com garrafa térmica enquanto preparava missa em Vitória

A agressão aconteceu na noite desta quarta-feira (30) na Paróquia Nossa Senhora das Graças, no bairro Jucutuquara; mulher teve ferimentos na cabeça

Publicado em 01/07/2021 às 07h43
Atualizado em 01/07/2021 às 12h31
Igreja ficou suja de sangue após agressão a sacristã antes de missa em Vitória
Igreja ficou suja de sangue após agressão a sacristã antes de missa em Vitória. Crédito: Reprodução / Arquidiocese de Vitória

Uma sacristã foi agredida por um homem e teve ferimentos na cabeça na Igreja de Nossa Senhora das Graças no bairro Jucutuquara, em Vitória. A agressão aconteceu na noite desta quarta-feira (30). A vítima teve um corte no supercílio, o que deixou um rastro de sangue dentro da igreja. A missa que estava sendo preparada na ocasião foi cancelada.

De acordo com informações divulgadas pela Arquidiocese de Vitória, a sacristã - pessoa que tem a seu cargo a sacristia, o serviço de ajudante à missa - estava preparando a igreja para a missa da noite desta quarta-feira (30) quando um homem pediu para usar o banheiro.

Ao entrar no templo, ele percebeu que não tinha ninguém e, quando ela disse que não podia acessar alguns locais, o criminoso que estava com uma garrafa térmica na mão começou a golpeá-la com o objeto. “A fiel foi atingida de forma superficial na cabeça e no rosto, porém alguns cortes foram na área do supercílio, o que sangrou muito, deixando a Igreja toda suja de sangue”, informou.

De acordo com a Arquidiocese, a missa foi cancelada por não haver condições emocionais e físicas da fiel, e a igreja foi limpa. A sacristã agredida foi levada ao hospital para receber atendimento médico e passa bem. “A Polícia Militar está acompanhando o caso e buscas estão sendo feitas para encontrar o suspeito”, concluiu a Arquidiocese.

Confira a nota divulgada pela paróquia na noite desta quarta (30):

A Paróquia N. Sra das Gracas informa aos paroquianos que o cancelamento da Santa Missa de hoje (30/06), às 19h30, foi necessário em respeito à sacristã ter sofrido uma tentativa de assalto quando preparava a igreja para a Celebração Eucarística. Ela está bem, ja recebeu assistência médica, mas em respeito à equipe de serviço, muito abalada com o ocorrido, foi necessário o cancelamento. Pedimos a compreensão de todos e oração por nossa igreja e equipes.

O QUE DIZ A PM

A Polícia Militar e a Polícia Civil foram procuradas pela reportagem para informações sobre o suspeito, questionando se ele já foi identificado ou capturado pelos policiais. 

A Polícia Militar enviou uma nota em que explica a dinâmica do atendimento da ocorrência.  De acordo com a corporação, a bolsa da vítima chegou a ser levada pelo suspeito, mas foi recuperada por um popular. Confira na íntegra:

"A Polícia Militar foi acionada por volta das 18h30, desta última quarta-feira (30), para verificar a informação de que uma mulher havia sido agredida por um morador de rua dentro de uma igreja, no bairro Jucutuquara, em Vitória. No local, um filho da vítima informou aos militares que a mulher já tinha sido socorrida e levada ao Hospital Santa Rita. Em contato com a vítima no local, ela relatou que trabalhava na igreja, quando o indivíduo a pediu um copo de água. Em seguida o homem a perguntou se havia mais alguém no local, tendo ela respondido que não. Neste momento o indivíduo teria desferido diversos golpes em sua cabeça com uma garrafa térmica e, depois, se evadido do local levando sua bolsa. Um popular conseguiu recuperar a bolsa da vítima. Buscas foram feitas pela região, mas o suspeito não foi localizado."

De acordo com a TV Gazeta, a vítima não registrou Boletim de Ocorrência e, por isso, a Polícia Civil não possui informações sobre o caso. 

Atualização

1 de Julho de 2021 às 12:30

Após a publicação da reportagem, a vítima afirmou à TV Gazeta que ainda não registrou Boletim de Ocorrência sobre o caso. O texto foi atualizado. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Vitória (ES) Igreja Católica Bairro Jucutuquara

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.