ASSINE

Municípios do ES monitoram chuvas em Minas Gerais

Alto volume de chuvas em MG deixa cidades da Bacia do Rio Doce em alerta. Nível do rio subiu em Colatina e Linhares

Publicado em 24/01/2020 às 21h57
Atualizado em 26/01/2020 às 07h44
Nível do Rio Doce subiu em Colatina. Crédito: Reprodução
Nível do Rio Doce subiu em Colatina. Crédito: Reprodução

Por causa do alto volume de chuva em Minas Gerais, onde fica a cabeceira do Rio Doce, o nível do rio em cidades do Espírito Santo já está sendo monitorado.

Na cidade de Colatina, no Noroeste, e em Linhares, no Norte do Estado, o nível do Rio Doce subiu nesta sexta-feira (24), mas ainda está longe da cota de alerta. Ainda assim, a Defesa Civil dos dois municípios acompanha com atenção a situação das chuvas em Minas.

COLATINA

Atualmente, o rio está com aproximadamente 3,21m em Colatina, e de acordo com a Defesa Civil, para ser caracterizada a cota de alerta, o nível precisa atingir 5,70m. Já a cota de inundação é quando ele atinge os 6,20m.

O coordenador da Defesa Civil municipal, Allex  Guerra, afirmou que apesar do nível estar longe da cota de alerta, o nível do rio subiu alguns centímetros nas últimas horas e a expectativa é que aumente mais em função das chuvas no estado vizinho, por isso as notícias de Minas estão sendo acompanhadas de perto em Colatina.

Este vídeo pode te interessar

LINHARES 

Outra cidade capixaba cortada pelo Rio Doce, Linhares também acompanhou um aumento no nível do rio nesta sexta-feira. De acordo com a Defesa Civil, a marca chegou aos 2,60 metros, quando a marca dos 3,30m é atingida, a situação é classificada como estado de alerta e com 3,45 já é considerado inundação.

O coordenador da Defesa Civil de Linhares, Antonio Carlos dos Santos, afirmou que também acompanha a situação das chuvas em Minas Gerais, e manifestou preocupação com o nível do Rio Doce.

“Estamos atentos às notícias que chegam de Minas Gerais, acredito que ainda nesta noite o nível do rio vai subir mais um pouco. Aqui em Linhares nossa principal preocupação são algumas casas do bairro Olaria, que em caso de transbordamento rapidamente serão atingidas pela água", disse.

Ele ainda recomendou que, em caso de situação de perigo iminente, os moradores entrem em contato por meio dos telefones: 153 (Guarda Civil Municipal), (27) 99983 5661 (Plantão 24 horas) ou (27) 3372 1829 (Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Linhares).

A Gazeta integra o

Saiba mais
Chuva no ES Colatina Espírito Santo Linhares Minas Gerais colatina espírito santo linhares rio doce

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.