ASSINE

Governo do ES admite demora em exames para coronavírus e vai comprar testes

Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) diz que volume de notificações aumentou muito e contribui para os atrasos

Publicado em 20/03/2020 às 22h14
Atualizado em 25/03/2020 às 11h34
Exame de sangue: testes rápidos vão ser adquiridos pelo Estado para reduzir prazo de diagnóstico para o coronavírus. Crédito: Divulgação/ Ministério da Saúde
Exame de sangue: testes rápidos vão ser adquiridos pelo Estado para reduzir prazo de diagnóstico para o coronavírus. Crédito: Divulgação/ Ministério da Saúde

As notificações de casos suspeitos para o novo coronavírus (Covid-19) têm chegado em uma velocidade tão intensa que o Laboratório Central do Espírito Santo (Lacen-ES) não está conseguindo dar a resposta na mesma rapidez, e diagnósticos demoram mais do que o previsto pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). O governo reconhece a dificuldade e iniciou um processo de compra para novos testes, a fim de ampliar a cobertura de pessoas examinadas e oferecer resultados no menor tempo possível.

O governador Renato Casagrande, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (20), disse que já foi iniciado o processo para a compra dos testes, mas que não está sendo fácil. "A demanda é grande e o preço está muito alto, mas compraremos. Não teremos como ofertar testes a todos, mas poderemos ter uma boa amostragem para orientação de políticas públicas", destacou. 

Para o secretário estadual da Saúde, Nésio Fernandes, será possível ampliar a capacidade de testagem com um padrão novo, que é o teste em tempo real. Ele afirma que a cotação já foi iniciada, a autorização para a compra está feita, porém, ainda são necessárias algumas validações - do Ministério da Saúde e da própria Sesa - sobre protocolos para aplicação. 

"Vamos fazer uma pactuação de como aplicar esses testes. Se será na população de risco, nos trabalhadores das UTIs, ou outro perfil. É preciso definir um conjunto de critérios antes", explica.

Questionado sobre o volume de testes e a partir de quando serão realizados, Nésio Fernandes informa que não é possível fazer estimativas enquanto os protocolos não forem fechados. Outra dificuldade é o fato de o material ser importado, da China e dos Estados Unidos, e com  as restrições de importação impostas pelo próprio coronavírus, o processo pode ser um pouco mais demorado do que o habitual. 

O secretário acrescenta que o Ministério da Saúde também está com um processo de compra de 500 mil testes para distribuir para os Estados, mas a quantidade que caberá ao Espírito Santo não está definida, nem a partir de quando será contemplado. 

Atualmente, cabe ao Lacen realizar os exames no Estado e, inicialmente, a estimativa era de que o resultado fosse divulgado em até 36 horas. Em entrevista à TV Gazeta nesta sexta, Nésio Fernandes chegou a falar em 48 horas.  Contudo, depois reconheceu que o grande volume de notificações que chega ao Lacen pode fazer esse prazo ser ainda maior.  "Mas os casos suspeitos graves testamos no mesmo dia", assegura o secretário.

Hoje, no Lacen, o tempo de análise para a Covid-19 é de até seis horas, porém o exame específico para a doença só é realizado depois que forem descartados outros tipos de vírus, como os da Influenza A (H1N1 e H3N2) e B. É nessa fase que pode demorar. Esta etapa apenas é pulada quando o paciente apresenta um quadro mais grave, com febre alta e sintomas respiratórios, e relato de viagens ao exterior ou contato com pessoa sabidamente infectada.

Este vídeo pode te interessar

O coronavírus no ES

Passageiros já utilizam usa máscara dentro de coletivos durante pandemia de coronavírus. 
Passageiros já utilizam usa máscara dentro de coletivos durante pandemia de coronavírus. . Vitor Jubini
Efeito Coronavírus: movimento fica abaixo do normal na Avenida Jerônimo Monteiro, Centro da Capital.
Efeito Coronavírus: movimento fica abaixo do normal na Avenida Jerônimo Monteiro, Centro da Capital. Vitor Jubini
Efeito Coronavírus: movimento fica abaixo do normal na Avenida Jerônimo Monteiro, Centro da Capital.
Efeito Coronavírus: movimento fica abaixo do normal na Avenida Jerônimo Monteiro, Centro da Capital. Vitor Jubini
Durante pandemia de coronavírus, homem usa máscara na avenida Reta da Penha.
Durante pandemia de coronavírus, homem usa máscara na avenida Reta da Penha. Vitor Jubini
Família usam máscaras de proteção contra o coronavírus na Av Marechal Campos, em Vitória.
Família usam máscaras de proteção contra o coronavírus na Av Marechal Campos, em Vitória. Ricardo Medeiros
Durante pandemia de coronavírus pedestre usa máscara na avenida Américo Buaiz. 
Durante pandemia de coronavírus pedestre usa máscara na avenida Américo Buaiz. . Vitor Jubini
Mulher usa máscara na avenida Reta da Penha.
Mulher usa máscara na avenida Reta da Penha. Vitor Jubini
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. . Ricardo Medeiros
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.