ASSINE

Entenda as regras de combate ao coronavírus para cada cidade do ES

Os municípios do Estado foram divididos em três grupos (baixo, moderado e alto risco). Cada um desses terá que cumprir uma série de quesitos sociais e econômicos. Veja as mudanças

Publicado em 19/04/2020 às 16h10
Renato Casagrande
Renato Casagrande. Crédito: Hélio Filho/Secom

Em live, promovida no início da noite de sábado (18), o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, anunciou que os municípios serão divididos em três grupos de risco (Baixo, Moderado e Alto). Cada grupo deverá adotar um protocolo específico na batalha contra a pandemia do Covid-19 a partir desta segunda-feira (20). A ação está sendo chamada de Mapa de Gestão de Risco.

O critério levará em consideração a média do número de casos registrados no Estado e será usado para a tomada de decisões que envolvem a restrição de mobilidade e manutenção do isolamento social de cada município. O afrouxamento das restrições comerciais também serão baseados nesta avaliação.

Ainda no novo critério, o governo defende barreiras sanitárias para a circulação entre os municípios. Fica definido ainda que, nas cidades mais afetadas pela Covid-19, o uso de máscara passa a ser uma determinação. Também nas cidades mais atingidas pela doença, pode haver punições para quem não cumprir o regime de isolamento social.

Por sua vez, as cidades com menos incidência da doença terão uma maior flexibilização do isolamento social e de suas atividades comerciais.

Para evitar que o sistema de saúde fique sobrecarregado, cada cidade deverá seguir as orientações previstas no mapa, que foi desenvolvido pelo Centro de Comando e Controle (CCC) da Covid-19 com base nos dados dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e da Secretaria da Saúde (Sesa).

Comércio durante a pandemia de coronavírus

Data: 20/03/2020 - ES - Cariacica - Comércio na avenida Expedito Garcia em Campo Grande - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini - GZ
Em Campo Grande, Cariacica, um comerciante fecha as portas da loja durante a pandemia de Coronavírus. . Vitor Jubini
Data: 20/03/2020 - ES - Cariacica - Comércio na avenida Expedito Garcia em Campo Grande - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini - GZ
Cartaz avisa aos clientes sobre o fechamento da loja no período da pandemia. Vitor Jubini
Data: 19/03/2020 - ES - Vitória - Tiffany Center, Praia do Canto - Os efeitos do coronavírus na Grande Vitória - Editoria: Cidades - Foto: Fernando Madeira - GZ
 Na Praia do Cantos, em Vitória, o aviso de fechamento de um shopping durante a pandemia de coronavírus. . Fernando Madeira
Data: 20/03/2020 - ES - Cariacica - Comércio na avenida Expedito Garcia em Campo Grande - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini - GZ
Aviso de fechamento na porta de uma loja em Campo Grande. Vitor Jubini
Data: 19/03/2020 - ES - Vitória - Tiffany Center, Praia do Canto - Os efeitos do coronavírus na Grande Vitória - Editoria: Cidades - Foto: Fernando Madeira - GZ
Na Praia do Canto, clientes encontram o shopping fechado. Fernando Madeira
Data: 20/03/2020 - ES - Cariacica - Comércio na avenida Expedito Garcia em Campo Grande - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini - GZ
Vendedor usa máscara, na Avenida Expedito Garcia, em Campo  Grande. Vitor Jubini
Pandemia de coronavírus: supermercados amanhecem lotados em Vitória
Durante a pandemia de coronavírus o movimento de clientes nos supermercados cresceu. Muita gente começou a fazer estoque com medo da falta de abastecimento. Ricardo Medeiros
Pandemia de coronavírus: supermercados amanhecem lotados em Vitória
Os supermercados ficaram lotados. Ricardo Medeiros
Pandemia de coronavírus: supermercados amanhecem lotados em Vitória
Durante a pandemia de coronavírus o movimento de clientes nos supermercados cresceu. Ver clientes usando máscaras de proteção se tornou algo comum. Ricardo Medeiros
Pandemia de coronavírus: supermercados amanhecem lotados em Vitória
Os clientes do supermercado não evitaram o distanciamento. Ricardo Medeiros
Data: 18/03/2020 - ES - Vitória - Coronavírus - Movimentação de bares no Triângulo das Bermudas na Praia do Canto - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini - GZ
 Famoso por ser um local de encontros e muita agitação, o Triângulo das Bermudas, na Praia do Canto, ficou vazio antes mesmo da decretação de fechamento do comércio durante a pandemia de coronavírus. . Vitor Jubini
Data: 18/03/2020 - ES - Vitória - Coronavírus - Movimentação na Avenida Jerônimo Monteiro, Centro da Capital - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini - GZ
 Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, o movimento no comércio caiu bastante mesmo antes da decretação do fechamento do comércio durante a pandemia. . Vitor Jubini
Data: 18/03/2020 - ES - Vitória - Coronavírus - Movimentação na rua Chapot Prevot, Praia do Canto - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini - GZ
Na rua Chapot Presvot, pedaço charmoso da Praia do Canto, uma queda grande no movimento foi percebida antes da decretação do fechamento do comércio foi percebido durante a pandemia. . Vitor Jubini
Data: 17/03/2020 - ES - Vitória - Avenida Jerônimo Monteiro vazia depois da suspensão das aulas causado pelo surto de coronavìrus - Editoria: Cidades - Foto: Ricardo Medeiros - GZ
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. . Ricardo medeiros
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 
Na Avenida Jerônimo Monteiro, no Centro da Capital, a vendedora de braços cruzados comprova a queda do movimento no comércio antes da decretação do fechamento por causa da  pandemia do coronavírus. 

DIVISÃO DOS MUNICÍPIOS

Os municípios que estiverem abaixo da média de casos no Estado (que, até sexta, era de 23 para cada 100 mil habitantes), estarão no chamado risco baixo (verde); os que estiverem até 50% acima, estarão no risco moderado (amarelo) e os que estiverem acima dos 50%, estarão no risco alto (Vermelho), considerado o mais crítico. 

Seis municípios se encontram na situação de risco alto: Alfredo Chaves, Vitória (sexta capital do país em números de incidências de caso), Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana. O dois últimos têm coeficientes do grupo amarelo, mas foram incluídos na zona de risco alto por fazerem parte da Região Metropolitana. A dificuldade de controlar a mobilidade social foi primordial para a classificação.

Nove cidades que fazem limite geográfico com os "membros" do grupo vermelho foram incluídos em Risco Moderado: Anchieta, Domingos Martins, Fundão, Guarapari, Iconha, Marechal Floriano, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina e Vargem Alta. Os demais municípios capixabas foram classificados no grupo de Risco Baixo.

O Mapa de Gestão de Risco também determina que o Estado pode entrar em risco extremo, o chamado grupo roxo, caso ocorra um aumento significativo do número de infecções pelo novo coronavírus. Neste caso, o governador prevê a realização de um pacto social, em ação mútua entre governo do Estado, municípios, empresários e a sociedade civil.

MEDIDAS DO MAPA DE GESTÃO DE RISCO

  • RISCO BAIXO (VERDE)

  • Medidas sociais:
  • Orientação/conscientização para isolamento social e distanciamento social (Disk Aglomeração);
  • Orientação/conscientização para adoção de medidas de proteção (máscaras e higiene);
  • Abordagem às pessoas para orientação;
  • Comunicação social, por meio de rádio, carros de som e outros;
  • Monitoramento de casos suspeitos e infectados;
  • Instalação do Sistema de Comando de Operações e elaboração de plano de contingência;
  • Municípios acima de 50 mil habitantes deverão instalar um centro de comando geral e um centro de comando em saúde;
  • Recomendação para que as pessoas dos grupos de risco permaneçam em isolamento total.

  • Medidas comerciais:
  • Funcionamento de todos os estabelecimentos com medidas qualificadas: um cliente por dez metros quadrados, obrigatoriedade do uso de máscaras para funcionários e observação do distanciamento social em filas;
  • Funcionamento entre 10h e 17h nos municípios com menos de 70 mil habitantes;
  • Escalonamento de horários de funcionamento por, no mínimo, dois turnos em municípios acima de 70 mil habitantes, com organização a critério do município;
  • Galerias e centros comerciais devem funcionar com 50% da ocupação (uma pessoa por 14 metros quadrados).

  • Transporte público:
  • Higienização de veículos em nível Covid-19;
  • Proteção obrigatória para tripulação (máscaras, álcool e luvas);
  • Instalação de dispositivos de álcool em gel nos terminais;
  • Distanciamento entre pessoas em filas para embarque.

  • Limites municipais:
  • Orientação para controle de entrada no município com barreiras sanitárias, por meio da autoridade municipal; 
  • Barreira sanitária nas rodoviárias.

  • RISCO MODERADO (AMARELO)

  • Medidas sociais:
  • Adoção de todas as medidas previstas para municípios do grupo de risco leve;
  • Recomendação do isolamento social com intervenção local da autoridade pública;
  • Recomendação das medidas de proteção (uso de máscara e ampliação das medidas de higiene);
  • Abordagem às pessoas para recomendação;
  • Monitoramento casos confirmados e suspeitos;

  • Medidas comerciais:
  • Funcionamento de todos os estabelecimentos com medidas qualificadas com obrigatoriedade do uso de máscaras para funcionários e clientes;
  • Escalonamento de horários de funcionamento por, no mínimo, dois turnos em municípios acima de 70 mil habitantes, com organização a critério do município;
  • Lojas em galerias e centros comerciais devem funcionar em apenas um dos dois turnos previstos.

  • Transporte Público:
  • Limitação de pessoas por veículo (redução de 35% da frota);
  • Recomendação da utilização do CartãoGV (válido para a Grande Vitória);
  • Lavagem dos pontos de ônibus com água e sabão pelo município;
  • Higienização dos veículos nos terminais por período;
  • Suspensão da utilização do transporte público por idosos em horários de pico.

  • Limites municipais:
  • Orientação para controle de entrada no município com barreiras sanitárias, por meio de autoridade municipal;
  • Barreira sanitária nas rodoviárias.

  • RISCO ALTO (VERMELHA)

  • Medidas sociais:
  • Adoção de todas as medidas previstas para municípios dos grupos de risco leve e moderado;
  • Determinação de isolamento social com intervenção local e aplicação de sanção;
  • Determinação às pessoas para uso de máscaras;
  • Monitoramento casos suspeitos e infectados.

  • Medidas comerciais:
  • Funcionamento dos estabelecimentos considerados essenciais e de estabelecimentos autorizados por regras dispostas em decretos com medidas qualificadas, definidas em protocolos específicos;
  • Aplicação de multa;

  • Transporte público:
  • Restrição de passageiros em pé;
  • Obrigatoriedade da utilização de CartãoGV (válido para Grande Vitória);
  • Obrigatoriedade do uso de máscaras para tripulantes e passageiros;

  • Limites municipais:
  • Barreiras sanitárias nos limites dos municípios com controle rigoroso, por meio de autoridades municipal e estadual com o apoio das Forças Armadas;
  • Barreira sanitária nas rodoviárias.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.