ASSINE

Coronavírus: Veja como ficam as aulas nas escolas municipais do ES

Para evitar a disseminação da Covid-19, atividades foram suspensas na rede de ensino de todas as regiões do Espírito Santo

Publicado em 07/04/2020 às 16h47
Atualizado em 08/04/2020 às 17h07
Combate ao coronavírus deve combinar ações do poder público e privado
Coronavírus desafia a ciência. Crédito: Denisismagilov - stock.adobe.com

Para evitar a disseminação da Covid-19, atividades escolares foram suspensas nas redes de ensino de todas as regiões do Espírito Santo. Em muitos municípios, a interrupção das atividades segue até o dia 30 de abril, seguindo o mesmo cronograma de suspensão nas escolas estaduais, determinado pelo governo do Estado. 

GRANDE VITÓRIA

Na Grande Vitória, as prefeituras disponibilizaram ferramentas de interação online, material impresso e até site para que os alunos mantenham vínculo com as escolas. O calendário, que vai reorganizar o ano letivo, será discutido quando a situação da saúde for normalizada. Quando retornarem às aulas, os alunos da rede municipal serão submetidos a avaliações relacionadas ao aproveitamento  durante o período de distanciamento social. Em Vitória, a prefeitura também definiu ações educacionais de apoio à aprendizagem.

  1. 01

    VITÓRIA

    As atividades educacionais presenciais em escolas, universidades e faculdades das redes de ensino pública e privada de Vitória estão suspensas até o dia 30 de abril. A rede municipal de ensino conta com aproximadamente 50 mil estudantes. O planejamento para reorganização do calendário escolar na rede municipal de ensino será construído após o retorno das atividades presenciais nas escolas, com a participação das famílias, do Conselho de Escola de cada unidades e dos professores. Para fortalecer a rotina dos estudantes da rede municipal e o processo de escolarização, o governo municipal desenvolveu uma série de ações educacionais de apoio à aprendizagem.

  2. 02

    CARIACICA

    As aulas em Cariacica permanecerão suspensas até o fim do estado de emergência, vigente desde o dia 13 de março. Em Cariacica há 113 unidades de ensino, totalizando mais de 48 mil alunos matriculados. A prefeitura informa que está elaborando uma plataforma online para que os alunos da rede municipal mantenham a interação e o vínculo com as escolas, mesmo estando em casa. Além da plataforma, nas próximas semanas serão organizadas atividades de formação a distância para todos os profissionais da Educação de Cariacica. Os alunos serão submetidos a avaliações quando retornarem às aulas, para que seja possível observar o aproveitamento no que diz respeito as atividades a que foram submetidos durante o período de distanciamento social.

  3. 03

    VILA VELHA

    A Prefeitura de Vila Velha informou que está finalizando a construção do site que disponibilizará conteúdo a alunos da rede de ensino, que conta com 52 mil alunos. A ferramenta vai servir como meio de interação e um canal de transmissão de conteúdo de aprendizado a estudantes de forma adequada às faixas etárias das três modalidades de ensino geridas: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos-EJA. Haverá, também, links que promoverão a interação entre os alunos, famílias e profissionais da área. Os alunos que não possuem acesso à internet serão contemplados com material gráfico, que será distribuído. Estes conteúdos não contarão como fator de aprovação ou de reprovação, nem será parâmetro para notas curriculares.   

  4. 04

    SERRA

    As aulas da rede municipal de ensino da Serra estão suspensas até o dia 30 de abril ou enquanto durar o período de isolamento social, estabelecido por decretos municipais. Durante o período de isolamento, diretores, secretários escolares, auxiliares de secretarias escolares, pedagogos e coordenadores de turno estarão em teletrabalho e, caso necessário, deverão comparecer às unidades de ensino para atendimento à comunidade escolar e demandas de ordem administrativa. O governo municipal explicou que o calendário escolar será alterado após o retorno das atividades escolares, ouvindo os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e as Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs).

REGIÃO SUL

Na região Sul do Espírito Santo, algumas prefeituras, como Cachoeiro de Itapemirim e Anchieta, também se organizaram para disponibilizar atividades à distância e on-line aos alunos da rede municipal. Nesses casos, as tarefas são extracurriculares, utilizadas como uma ferramenta de incentivo à continuidade do aprendizado em casa, não podendo ser classificadas como aulas regulares. Apenas o município de Guaçuí, já pretende considerar as aulas à distância como parte do ano letivo.

Sobre a reposição das aulas não aplicadas durante este período de isolamento, as prefeituras aguardam orientações do Ministério da Educação para que sejam reorganizados os calendários do ano letivo.

  1. 01

    CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM

    Na maior cidade da região Sul, as aulas estão suspensas até dia 30 deste mês, e a secretaria de Educação disponibilizou materiais didáticos e pedagógicos on-line para os estudantes da rede municipal, das turmas da pré-escola (Pré I e Pré II) e do ensino fundamental (1º ao 9º ano), por meio do Portal do Aluno, no site da prefeitura. Os pais e responsáveis que não possuem acesso à internet podem entrar em contato com os gestores das unidades escolares em que seus filhos estão matriculados, que serão disponibilizadas, por meio de agendamento, as atividades em formato impresso. Para os estudantes que possuem deficiência, também haverá tarefas pedagógicas. De acordo com a prefeitura, por enquanto as atividades são computadas como complementares e será encaminhado ofício ao Conselho Municipal de Educação para possível aprovação como horas letivas.

  2. 02

    ANCHIETA

    No município de Anchieta, um decreto municipal prevê a suspensão das aulas até o dia 20 de abril e, durante este período, a Secretaria Municipal de Educação está orientando alunos e professores para a realização de atividades por meio de um aplicativo gratuito na internet (Plataforma Khan Academy). Segundo a prefeitura, no aplicativo foram criadas séries de exercícios para cada ano escolar e um recurso de gráficos que analisa os resultados de cada aluno, mas como não é possível, a princípio, aplicar estas atividades para todos os alunos da rede, elas não serão computadas como reposição dos dias letivos.

  3. 03

    GUAÇUÍ

    As aulas em Guaçuí, no Caparaó, estão suspensas até dia 30 deste mês e as aulas à distância começarão na próxima segunda-feira, dia 13. A Secretaria Municipal de Educação criou o projeto “Estuda em casa, Guaçuí”, que vai disponibilizar os conteúdos que seriam ofertados de forma presencial, via internet, em dias e horários específicos, para as turmas do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental. De acordo com a prefeitura, será feito o registro e o acompanhamento da evolução de cada aluno, nas atividades propostas, e para quem não têm acesso à internet estão sendo analisadas algumas possibilidades e a previsão é que seja definido até o fim desta semana. Também serão disponibilizadas atividades impressas para os alunos da Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental.

REGIÕES NORTE E NOROESTE 

Nas regiões Norte e Noroeste do Espírito Santo, as prefeituras informaram que vão manter a suspensão das aulas na rede municipal até o dia 30 de abril. Segundo os municípios, as secretarias de Educação aguardam um posicionamento do governo Federal para avaliar se o calendário escolar sofrerá alterações.

Como medida complementar, as cidades de Baixo Guandu e São Mateus iniciam na próxima segunda-feira (13), a realização de atividades pedagógicas para os alunos desenvolverem durante o período de suspensão das aulas. As atividades serão disponibilizadas pela internet e também na forma impressa para estudantes que não tenham acesso a internet.

  1. 01

    LINHARES

    A Prefeitura de Linhares, cidade mais populosa do Norte capixaba, informou que respeita o Decreto Municipal que suspende todas as atividades escolares por 30 dias a contar do dia 23 de março. A Secretaria Municipal de Educação optou por não realizar atividades escolares não presenciais, alegando que nem todos os níveis de ensino são compatíveis com ensino à distância, e o grande número de alunos que não têm acesso à internet. Sobre as possíveis alterações no calendário escolar, a prefeitura apontou que todas as propostas estão sendo construídas juntamente com o Conselho Estadual de Educação, mas ainda é cedo para uma definição.

  2. 02

    JOÃO NEIVA

    A Prefeitura de João Neiva, Região Norte do Estado, informou que as aulas ficarão suspensas até o dia 30 de abril, conforme Decreto do Governador Renato Casagrande. Segundo a Secretaria de Educação, a equipe pedagógica está montando um cronograma de atividades que serão enviadas aos alunos para ser realizada no período de suspensão de aulas, reforçando que nenhuma delas valerá nota ou será avaliada. A secretaria disse ainda que irá se reunir com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), para decidirem como proceder nessa questão de alteração ou não, no calendário escolar.

  3. 03

    ARACRUZ

    A Prefeitura de Aracruz, Região Norte do Estado, disse que a rede municipal de ensino seguirá a orientação do Governo do Estado mantendo a suspensão das aulas até o dia 30 de abril, com retorno previsto para o dia 4 de maio. A Secretaria reforçou que a suspensão poderá ser reavaliada de acordo com a situação de emergência em saúde provocada pelo novo coronavírus. Segundo a prefeitura, o município não instituiu um plano de educação a distância durante o período de isolamento social diante da dificuldade de atingir a totalidade dos alunos. A ideia é que além da carga horária regular e presencial, o aluno terá de cumprir atividades complementares para fixação do conteúdo e reforço da aprendizagem em casa. As atividades terão caráter multidisciplinar, cumprindo o currículo.

  4. 04

    SOORETAMA

    A Prefeitura de Sooretama, Região Norte do Estado, informou que vai adotar os mesmos prazos determinados pelo Governo do Estado, respeitando aqueles estabelecidos pelo decreto estadual. Segundo a prefeitura, o município não adotou nenhum sistema de EAD e toda a situação ainda está em avaliação pela Secretaria Municipal de Educação uma vez que a maioria dos alunos do município não possui acesso aos meios eletrônicos como computador e tablets com internet. A prefeitura acredita que o calendário deverá sofrer alterações, mas ainda não é possível determinar quais mudanças serão necessárias.

  5. 05

    SÃO MATEUS

    De acordo com a Prefeitura de São Mateus, Região Norte do Estado, o retorno das aulas acontecerá assim que as autoridades em saúde afirmarem que o ambiente coletivo como as escolas são locais seguros para todos. Segundo a Secretaria de Educação, os setores pedagógicos estão organizando materiais pedagógicos para estudo em casa dos estudantes do ensino fundamental I e II (1º ao 9º ano), inclusive para as escolas que estão no campo. Esse material será disponibilizado a partir da próxima segunda-feira (13) no site oficial da Prefeitura de São Mateus www.saomateus.es.gov.br. Para os estudantes que não tiverem acesso a internet, o material será disponibilizado de forma impressa. A secretaria finaliza dizendo que haverá mudanças no calendário escolar a partir do retorno às aulas. As mudanças serão elaboradas conjuntamente com o Conselho Municipal de Educação (CME).

  6. 06

    COLATINA

    A Prefeitura de Colatina, Região Noroeste do Estado, informou que as aulas na rede municipal segue suspensa até o dia 30 de abril e que a secretaria de Educação está planejando o envio de atividades complementares. Segundo a prefeitura, a secretaria aguarda a situação se normalizar para ajustar o calendário escolar diante da flexibilização proposta pelo governo Federal.

  7. 07

    BARRA DE SÃO FRANCISCO

    De acordo com a Prefeitura de Barra de São Francisco, Região Noroeste do Estado, a suspensão das aulas na rede municipal será mantida até o dia 30 de abril. A Secretaria Municipal de Educação informou que por meio das escolas, será encaminhado aos alunos um formulário de pesquisa objetivando saber quais educandos tem disponibilidade de receber o material no formato online e quais precisam receber o material físico para estudo. Quem precisar receber o material físico, este ficará disponível na secretaria da escola em que o aluno estuda, e os pais ou responsáveis pelo aluno poderá buscar o material uma vez por semana. Sobre a alteração no calendário escolar, a secretaria ressaltou que ainda aguarda posicionamento do Governo Federal e dos Conselhos Nacional e Estadual, mas ressaltou que o calendário será cumprido.

  8. 08

    BAIXO GUANDU

    Segundo a Prefeitura de Baixo Guandu, Região Noroeste do Estado, as aulas seguem suspensas até o dia 30 de abril. A Secretária municipal de Educação está desenvolvendo uma plataforma de atividades para os alunos que deve começar a funcionar na próxima segunda-feira (13). De acordo com a prefeitura, não deve haver alteração no calendário escolar, mas as equipes seguem aguardando instruções da Sedu sobre o assunto.

  9. 09

    PANCAS

    De acordo com a Prefeitura de Pancas, no Noroeste do Espírito Santo, as aulas estão suspensas até o dia 30 de abril. Tanto escolas do campo quanto da cidade disponibilizarão atividades não presenciais a partir desta quarta-feira (8). A orientação é que os pais ou responsáveis se dirijam até a escola no horário de estudos dos alunos , entre 7h e 16h. Sobre o calendário escolar, a Secretaria de Educação aguarda o posicionamento do Conselho Estadual de Educação.

  10. 10

    JAGUARÉ

    A Prefeitura de Jaguaré, na região Norte, informou que está seguindo as determinações do governo do Estado, em relação ao calendário de aulas. Segundo a prefeitura, estão sendo encaminhadas sugestões de atividades complementares. para os alunos Professores e pedagogos preparam atividades para que as famílias acompanhem a execução. Para Educação Infantil são temáticas voltadas à leitura, escrita, raciocínio lógico.A página da Prefeitura nas redes sociais também foi utilizada para conteúdos  de interação com os estudantes. Sobre o retorno das aulas, o município reforçou que está seguindo as orientações do Estado.

  11. 11

    RIO BANANAL

    Em Rio Bananal, Região Norte do Estado, as aulas seguem suspensas até o dia 30 de abril, segundo informou a Prefeitura Municipal. De acordo com a secretaria municipal de Educação, após o dia 30 de abril, o calendário escolar deverá ser alterado ou os alunos passarão a contar com atividades pedagógicas para casa.

  12. 12

    BOA ESPERANÇA

    A Prefeitura de Boa Esperança, Noroeste do Estado, informou que as aulas estão suspensas por tempo indeterminado. O município optou por não ministrar atividades para que os estudantes realizem durante a paralisação. A prefeitura destacou que vai promover alterações no calendário escolar, mas não informou quais serão.

  13. 13

    SANTA TERESA

    A Prefeitura de Santa Teresa, Noroeste do Estado,  não apontou  uma previsão para o retorno das atividades, ou se pretende fazer alterações no calendário. Ainda de acordo com a prefeitura, as escolas municipais iniciaram um programa de envio de atividades não presenciais para os estudantes. Segundo a prefeitura, é uma forma de garantir a continuidade do processo de aprendizagem nesse momento de isolamento social. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Educação Coronavírus Coronavírus no ES Pandemia Isolamento social

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.