ASSINE

Empresas usam videoconferências para entrevistar candidato a emprego

Apesar do momento de crise, algumas companhias estão abrindo vagas. Profissional deve revisar currículo e fazer cadastro em sites especializados

Publicado em 26/04/2020 às 15h31
Atualizado em 26/04/2020 às 15h31
profissional que procura emprego
Profissionais podem usar a internet para procurar vagas e se qualificar. Crédito: Pixabay

Muitos trabalhadores têm sido demitidos durante a pandemia do coronavírus. E, apesar do momento ser de crise, é possível conseguir um novo emprego. Especialistas garantem que muitas empresas estão contratando novos profissionais. As companhias têm usado ferramentas, como as videoconferências, para contratar de forma remota, sem a necessidade de entrevista presencial com o candidato.

Para conseguir uma nova colocação, é importante ficar de olho nas oportunidades divulgadas nos sites das companhias, das empresas de recrutamento seleção e até nas redes sociais.

A vice-presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos, seccional Espírito Santo (ABRH-ES), Neidy Christo, ressalta que, mesmo neste período, as contratações não pararam. Ela lembra que os processos de seleção estão sendo feitos de forma remota, com o uso da tecnologia. É importante lembrar que a postura do candidato deve ser a mesma da que seria de forma presencial.

“Quando o profissional for participar de uma entrevista on-line precisa estar vestido corretamente, penteado e em um local que dê seriedade ao processo. Não é porque ele está em casa que não precisa ter postura”, diz Neidy.

Entretanto, antes mesmo de conseguir uma entrevista, o profissional precisa tomar algumas precauções para não perder o foco, que é conseguir uma recolocação no mercado de trabalho.

“O primeiro passo é manter a calma, pensar no positivo. Depois disso, é essencial analisar a vida financeira, saber quais são os gastos, o que pode ser cortado e quanto tempo ele terá para se manter até conseguir uma nova colocação. Uma outra medida é manter uma rotina, com horário para acordar e fazer exercício, por exemplo. Isso vai ajudar a manter o corpo e a mente equilibrados. Caso contrário, tudo vai ficar mais complicado”, ressalta.

Uma outra orientação de Neidy Christo é reavaliar o currículo, se ele está atrativo e se está adequado para aquilo que as empresas buscam. Este também é um momento de fazer alterações nas redes sociais.

“É bom lembrar que as empresas pesquisam a vida virtual dos candidatos. Por isso, o ideal é tirar um momento para atualizar o Linkedin ou apagar uma foto comprometedora do Instagram”, afirma.

Usar a tecnologia para treinar uma entrevista é uma outra orientação. A ferramenta pode ser utilizada com um familiar ou amigo e vai servir para um treinamento de respostas que poderão ser dadas durante esta etapa.

“Se prepare para responder o recrutador com uma boa argumentação. Avalie os pontos que precisam ser melhorados. Geralmente, o profissional precisa dizer o porquê do interesse de trabalhar na empresa, o que pensa do futuro, o que pode ser melhorado em sua carreira, entre outros pontos. Estar preparado ajuda a passar segurança”, afirma.

Ela também orienta aproveitar o tempo livre para se qualificar. É possível fazer cursos gratuitos, sem sair de casa, em diversas instituições.

“Faça uma triagem das qualificações que gostaria de fazer, mas não adianta fazer tudo ao mesmo tempo. Além disso, há muitas lives neste período de quarentena, escolha aquelas que tenham mais a ver com seus interesses”, aponta a vice-presidente.

SETORES EM ALTA

Durante a crise, uma área bastante demandada neste período é a da Saúde, com chances para médicos, enfermeiros, fisioterapeuta, técnico de enfermagem e psicólogo. As área de tecnologia e alimentos, além de logística também oferecem boas oportunidades. “Essas áreas vão continuar em alta depois da crise”, finaliza Neidy Christo.

A psicóloga Maria Tereza Cardoso destaca ainda a área industrial como um grande potencial de contratações. “As áreas de informática e industrial se manterão em alta mesmo depois da crise”, afirma.

ONDE PROCURAR VAGAS

  • O primeiro passo é fazer uma listagem de quais empresas o profissional tem vontade de trabalhar e quais as competências necessário que ele possui que podem ajudar a conquistar uma vaga.
  • Muitas empresas utilizam o Linkedin ou outras redes sociais para divulgar as oportunidades disponíveis
  • O profissional pode fazer cadastro diretamente nos sites das empresas que gostaria de trabalhar. Quase todas elas têm a aba Trabalhe Conosco.

Oportunidades também em empresas de recrutamento e seleção: 

ALGUMAS AÇÕES

É fundamental se trabalhar na gama de emoções negativas provenientes de uma demissão. Para conseguir dar a volta por cima e conseguir uma nova oportunidade, é preciso ter foco e disciplina. Confira algumas dicas da psicóloga Martha Zouain:

  • Preparar um novo currículo, cuidando para que o mesmo atenda os requisitos de modelo e informações do mercado atual.
  • Cadastrar seu currículo no site de todas as consultorias do Estado.
  • Fortalecer a autoconfiança, buscando histórico e foco em suas conquistas anteriores e não em suas perdas.
  • Traçar estratégia acertada e assertiva de busca de novas oportunidades. Ter um plano de ação com datas estabelecidas.
  • Acionar seu networking para apoio na busca de oportunidades que tenham o seu perfil. Um bom caminho aqui é mandar um email informando estar disponível no mercado e solicitando ajuda para indicação caso saibam de alguma oportunidade.
  • Preparar-se para as possíveis entrevistas de seleção que irá participar¨.
  • Defina sua meta (qual empresa quer trabalhar, qual cargo ocupar...). Imagine uma linha do tempo e ao final desta linha, coloque a conquista de sua meta.
  • Em paralelo às ações de mercado, é muito importante estar sempre atento a si mesmo. O seu equilíbrio emocional para lidar com as situações críticas ou de tensão (e a Covid-19 é uma delas), poderá evidenciar em você uma competência que falta à maior parte dos profissionais: A resiliência – Capacidade de adaptar-se oportunamente às mais diversas situações. Invista nisto!
  • Em seguida ao olhar para dentro de si mesmo, veja a sua volta e entenda que ninguém, absolutamente ninguém, poderá ser penalizado pelo seu desconforto ou insegurança. Quanto mais “aliados” você tiver neste momento de busca de novas oportunidades, mais chance terá de minimizar a sua permanência “fora” do mercado de trabalho.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.