ASSINE

Vizinhos de muro que caiu em Cariacica ainda correm risco, diz Crea-ES

Conselho fez uma vistoria no local e encontrou várias anomalias e inúmeros vícios construtivos que ainda podem causar riscos aos moradores da região

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 25/02/2021 às 17h35
Atualizado em 25/02/2021 às 20h35
Em Cariacica - 11 desalojados
Crea faz vistoria no bairro Aparecida, em Cariacica, após desabamento de muro. Crédito: Divulgação | Crea-ES

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) realizou vistoria técnica e fiscal na manhã desta quinta-feira (25) no local onde aconteceu o desabamento de parte de um muro construído para segurar uma encosta no bairro Aparecida, em Cariacica. De acordo com o conselho, foram encontradas várias anomalias e inúmeros vícios construtivos que ainda podem causar riscos aos moradores da região. Após a queda do muro na terça-feira (23), 11 pessoas ficaram desalojadas.

Em Cariacica - 11 desalojados
Após queda do muro, 11 pessoas ficaram desalojadas no bairro Aparecida, em Cariacica. Crédito: Divulgação | Crea-ES

Também segundo o Crea, de início, os especialistas identificaram que, entre dois trechos de muros de arrimo, havia um muro comum sem ancoragem e sem a devida fixação de contenções laterais, o que não atende às normas técnicas. Ainda foi observado que o sistema de drenagem do muro estava ineficiente.

Desse modo, o encharcamento do aterro causado pela água da chuva tornou o solo mais pesado, fator que contribuiu para o desabamento do muro, apontou a entidade de classe. Outra irregularidade encontrada, e que também colaborou para o acidente, foi uma deficiência na compactação do solo que ocasionou problemas de instabilidade no calçamento da via.

Em nota divulgada, o Crea-ES ainda constatou que até mesmo os muros de arrimo com altura aproximada de quatro metros, executados por construtora contratada pelo município, não possuem guarda-corpos em alguns trechos, o que traz riscos iminentes de acidentes, principalmente a idosos e crianças. De acordo com relato dos moradores, há em média trinta crianças que circulam e brincam todos os dias no local.

O Crea-ES informou que está acionando a Prefeitura Municipal de Cariacica para que seja feita uma intervenção em caráter emergencial no sentido de realizar a recuperação imediata da obra para que novos acidentes não aconteçam.

O OUTRO LADO

Demandada pela reportagem, a Prefeitura de Cariacica informou, por meio da Secretaria Municipal de Obras (Semob), que desde o primeiro dia da ocorrência adota medidas emergenciais para a recomposição do muro no Bairro Aparecida, bem como da casa atingida pelo deslizamento.

A secretaria destacou que uma empresa já foi contratada para realizar o trabalho no muro e na casa. Ressaltou, também, que vai garantir a segurança das famílias e que as obras no local começam nesta sexta-feira (26). De acordo com a Semob, a Prefeitura não foi notificada pelo Crea-ES. Ainda segundo a Semob, o prazo para conclusão da obra é de até 60 dias, podendo ser encerrada antes.

O DESABAMENTO

Parte de um muro construído para segurar uma encosta caiu no início da tarde de terça-feira (23), atingiu parte de uma residência e deixou 11 pessoas desalojadas no bairro Aparecida, em Cariacica. Apesar de toda a destruição causada pela queda, por sorte, ninguém se feriu.

A estrutura que caiu tem aproximadamente três metros de altura. A sala da casa ficou tomada pela terra e pelos escombros. "Deu um barulho muito grande e subiu aquele poeirão. Um barulho e desabou tudo", lembrou Kelly Correira da Silva, que vive ali com os cinco filhos.

De acordo com os moradores, o temor de que a encosta pudesse ceder é antigo. Por isso, no início do ano passado, eles entraram em contato com a Prefeitura de Cariacica e pediram para que fosse feito um muro de contenção no local. Porém, apenas duas partes foram construídas.

Cariacica Prefeitura de Cariacica Desabamento Crea-ES

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.