ASSINE

Viúvo de 77 anos recebe ordenação de padre da Arquidiocese de Vitória

A primeira missa do padre já será realizada neste domingo (1°). A celebração pode ser acompanhada também pelas redes sociais da Igreja

Publicado em 31/07/2021 às 15h58
Viúvo de 77 anos recebe ordenação de padre da Arquidiocese de Vitória
João Tozzi Sobrinho foi ordenado padre pela Arquidiocese de Vitória. Crédito: Vicariato de Comunicação da Arquidiocese

Aos 77 anos, é o momento de João Tozzi Sobrinho realizar um sonho de infância. Ele foi ordenado padre na Arquidiocese de Vitória neste sábado (31). A cerimônia aconteceu no Santuário de Vila Velha com a presença da família e de alguns fiéis.

João Tozzi é viúvo, tem três filhos e cinco netos. A partir de agora, o diácono permanente está na paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Praia da Costa, em Vila Velha, até a decisão do Arcebispo. É na paróquia que João Tozzi vai presidir a primeira missa, neste domingo (1º), às 11h.

A primeira celebração do padre  poderá ser acompanhada pelas redes sociais da igreja: @nsperpetuosocorro ou pelo YouTube: Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Para participação presencial, o agendamento pode ser realizado pelo site nspsocorro.com ou pelo aplicativo NSPSocorro, a partir das 21h deste sábado (31). 

Viúvo de 77 anos recebe ordenação de padre da Arquidiocese de Vitória
Viúvo de 77 anos recebe ordenação de padre da Arquidiocese de Vitória. Crédito: Vicariato de Comunicação da Arquidiocese

Esta é a primeira vez que a Arquidiocese de Vitória ordenou um viúvo como sacerdote. Isso foi possível depois que o diaconato permanente foi restaurado pelo Concílio Vaticano II. Trata-se de um grau da ordem, e o diácono pode ser um homem solteiro, casado ou viúvo.

O envolvimento do padre com a igreja teve início quando ele ainda tinha quatro anos, o diácono frequentava a Igreja de São Sebastião, em Jucutuquara, mas foi com oito anos que João Tozzi sentiu o desejo pela vocação, mas na ocasião foi impedido pela mãe que não permitiu que ele fosse para o seminário.

Na juventude, o padre conheceu a esposa, Nélida, com quem se casou em 1970. Eles foram casados durante 41 anos, Nélida faleceu em 2011.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.