ASSINE

Vitória anuncia fim do rodízio de alunos, mas retorno não é obrigatório

Estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA podem escolher se retornam ou não. Revezamento é uma estratégia para evitar a proliferação do novo coronavírus

Vitória
Publicado em 07/10/2021 às 19h12
Volta às aulas nas escolas de nível fundamental - Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Major Alfredo Pedro Rabaioli, no bairro Mário Cypreste, em Vitória
Vitória anuncia volta às aulas presenciais sem rodízio. Crédito: Fernando Madeira

Prefeitura de Vitória anunciou que vai encerrar o esquema de rodízio entre alunos que frequentam as aulas presenciais nas escolas do município. A retomada completa das atividades nas instituições municipais de ensino será na próxima quarta-feira, dia 13 de outubro, para os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), e no dia 18 de outubro para o Ensino Fundamental  e para parte das crianças da Educação Infantil. Apesar do fim do revezamento, o retorno não é obrigatório aos alunos.

O anúncio ocorre dias após o governo do Espírito Santo informar sobre o fim do rodízio na rede pública estadual e orientar a mesma medida para as redes privadas e municipais. O revezamento era uma estratégia para evitar a propagação da Covid-19 durante a pandemia.

Entre os alunos da educação infantil, ficam de fora dessa medida os dos grupos 1 e 2, que incluem crianças de 6 meses a 2 anos — dependentes de contato físico com maior necessidade. Segundo a administração municipal, a volta às aulas presenciais deste público ainda está em planejamento.

FIM DO REVEZAMENTO EM DATAS

  • Na próxima quarta-feira (13/10): 2.051 estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) já retornam às salas de aula sem revezamento.
  • Na segunda-feira seguinte, dia 18/10:  será a vez de retornarem 26.255 estudantes do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) e 13.387 crianças matriculadas nos grupos 3, 4, 5 e 6 da Educação Infantil.

RETORNO NÃO OBRIGATÓRIO PARA ESTUDANTES

A Prefeitura de Vitória informou que o retorno de todos os estudantes para as salas de aula no município não será obrigatório, nem mesmo para os alunos da EJA. Atualmente, segundo a administração municipal, a adesão ao ensino presencial já é de 90% na Capital.

Os estudantes que permanecerem em casa, por opção ou necessidade das famílias devido a alguma comorbidade, serão atendidos pelo ensino remoto emergencial por meio da plataforma AprendeVix e outros recursos tecnológicos utilizados pelas unidades de ensino, ou ainda pelos roteiros de estudo impressos, que devem ser retirados pelas famílias, conforme a organização de cada escola.

PROTOCOLOS DE SEGURANÇA

  • A rede municipal de Vitória retornará ao atendimento da sua capacidade de matrícula, conforme estabelecido na Resolução do Conselho Municipal de Educação de Vitória (Comev) nº 07/2008, com o distanciamento de 1,5 m² por criança na Educação Infantil e de 1,2 m² por estudantes de outras séries.
  • Para o atendimento integral das crianças e estudantes nos espaços destinados à distribuição e consumo de alimento, as unidades de ensino deverão realizar a instalação de barreiras de acrílicos nas mesas dos refeitórios, de modo que todos os espaços possam voltar a ser utilizados.
  • Fica suspenso o escalonamento de horário de recreio para cada turma, mas é recomendado para as Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs) que ofertam anos iniciais (1º ao 5º ano) e finais (6º ao 9º ano), no mesmo turno, a organização de dois recreios para que essas etapas não estejam juntas em um único tempo.
  • Não deve ser permitida a permanência dos familiares no interior dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) durante os horários de entrada e saídas das crianças, bem como a utilização dos espaços coletivos nesses momentos.
  • Ficam autorizadas as práticas coletivas nas unidades de ensino da rede municipal de Vitória, desde que sejam priorizadas atividades que não incorram em grande esforço físico, mantendo-se assim a utilização de máscaras de proteção individual durante as aulas de Educação Física.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.