ASSINE

Vacina contra a gripe ajuda a proteger contra a Covid? Médica responde

A médica infectologista Rúbia Miossi explica se há uma proteção e ressalta importância de vacinar tanto para gripe quanto para a Covid-19

Publicado em 22/04/2021 às 09h24
Este ano, as crianças de 6 meses até 5 anos e 11 meses serão as primeiras vacinados contra a gripe
Especialista explica "proteção" de vacina da gripe contra o coronavírus. Crédito: Pixabay

Um estudo feito pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, no ano passado, mostrou que pessoas que tomaram vacina contra a gripe adoecem menos ou de forma menos grave de Covid-19. A pesquisa foi feita analisando dados de mais de 27 mil pacientes. Diante dessas conclusões, algumas dúvidas surgem sobre uma possível proteção da vacina da gripe contra o coronavírus.

Em entrevista à TV Gazeta, a médica infectologista Rúbia Miossi destacou que outro estudo realizado no Brasil também mostrou essa tendência de proteção da vacina da gripe contra a Covid. Ela explica que as vacinas ativam o sistema imunológico, deixando o organismo em alerta e protegendo o corpo contra outras doenças.

“Por que isso acontece? A gente já sabe dados de outras vacinas que a gente já usa. Parece que essas vacinas protegem contra outras doenças também. Não especificamente contra a doença x, y ou z, mas parece que elas conseguem essa proteção mais ampliada porque ativam o nosso sistema imunológico. Então, é como se ela deixasse o nosso organismo em alerta e isso faz com que nosso organismo responda melhor contra outras doenças que a gente venha a ter logo depois que tomou a vacina”, disse.

No entanto, a especialista elimina qualquer tipo de relaxamento para quem já tomou ou vai tomar a vacina contra a gripe, como se isso fosse suficiente para a proteção contra o coronavírus. Ela explica que os estudos apontam uma tendência, mas que não há certeza sobre a proteção real contra a doença. Por isso, todos devem tomar as vacinas assim que estiverem disponíveis, tanto a da gripe quando a da Covid.

“O estudo pode ter muito viés de amostragem, por isso a gente não pode falar com 100% de certeza que isso acontece. É uma tendência, isso está mostrando que existe uma tendência de proteção conjunta”, ressaltou.

Rúbia Miossi

Médica infectologista

"É só eu tomar vacina da gripe que está resolvido? Não, não é esse o recado. O recado é: foi vacinado para Covid ou ainda não foi vacinado para Covid, mas vai ser vacinado para a gripe? Vacine. Não deixe de fazer a vacina assim que ela estiver disponível para você. Não é do grupo de risco para tomar a vacina da gripe pelo SUS? Existe a vacina no mercado e não é muito cara. É uma dose só e vale fazer o investimento"

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe) começou no dia 12 de abril e vai até 9 de julho, dividida em três etapas. A primeira etapa vai até o dia 10 de maio. Nela, serão imunizadas crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, indígenas e trabalhadores da saúde.

A segunda etapa terá início no dia 11 de maio e seguirá até o dia 8 de junho, e serão vacinados idosos e professores.

Na terceira etapa, de 9 de junho a 9 de julho, serão vacinadas pessoas com comorbidades; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros, urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; forças de segurança e salvamento; forças armadas; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade, além de adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Coronavírus no ES Campanha de vacinação Vacina contra gripe Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.