ASSINE

"Transmissão comunitária de variante é galopante no ES", diz diretor do Lacen

Alerta foi feito pelo coordenador-geral do Laboratório Central da Sesa (Lacen), Rodrigo Rodrigues, em entrevista à CBN Vitória na manhã desta terça-feira (23). Sete variantes do novo coronavírus circulam no Espírito Santo

Publicado em 23/03/2021 às 11h53
Lacen-ES: exames de coronavírus já estão sendo feitos no Estado. Antes, coletas eram enviadas para o Rio de Janeiro
Lacen-ES: exames de coronavírus já estão sendo feitos no Estado. Crédito: Divulgação

Sete variantes do novo coronavírus circulam no Espírito Santo. A informação é da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Em entrevista à rádio CBN Vitória nesta terça-feira (23), o coordenador-geral do Laboratório Central da Sesa (Lacen) , Rodrigo Rodrigues, alertou que a variante do Reino Unido é a predominante no Estado, já caracterizando uma transmissão comunitária é galopante.

As variantes identificadas através de sequenciamento genético no ES são: B.1.1.143; B.1.1.28; B.1.1.33; B.1.1.7; B.40; P.1; e P.2. A linhagem britânica (B.1.1.7) é apontada como a mais perigosa, pois é 61% mais letal que as outras variantes já conhecidas e 90% mais infecciosa. Confira, na íntegra, a entrevista do diretor do Lacen, Rodrigo Rodrigues, à jornalista Fernanda Queiroz, da CBN Vitória.

EPICENTRO DA VARIANTE BRITÂNICA NO ES

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.