ASSINE

Secretário de Saúde atualiza situação da pandemia da Covid-19 no ES

Nésio Fernandes concedeu nova coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (12); veja a transmissão e os principais pontos abordados

Publicado em 12/07/2021 às 14h19
Atualizado em 12/07/2021 às 15h17

15:15

Término da transmissão

Após cerca de 50 minutos, o secretário Nésio Fernandes encerra a coletiva de imprensa desta segunda-feira (12).


15:14

ES prevê D1 para toda população em setembro

"Nós acreditamos que alcançando, no mês de setembro, a primeira dose em toda a população com mais de 18 anos, podemos trabalhar com um cenário consolidado de controle da pandemia. No entanto, precisamos avançar até novembro, talvez dezembro, com o esquema de segunda dose. Podemos avançar no último trimestre, para a vacinação de adolescentes e crianças caso tenhamos vacinas aprovadas", adianta Nésio.


15:12

Calendário para vacinação de grupos prioritários

"O calendário vai ser de acordo com a disponibilidade de doses. Na medida em que podemos dimensionar 20% e mais 10% da reserva técnica para grupos prioritários, vamos soltar as datas. Prevemos que o início de todos os grupos pode ocorrer ainda no mês de julho", esclarece Nésio.


15:10

Subsecretário fala sobre fiscalização no ES

"O processo de fiscalização entre Estado e municípios não vai parar. Temos um comando unificado dessa fiscalização que faz uma avaliação semanal dos episódios de aglomeração que ocorreram e do planejamento futuro. O Estado e os municípios vão permanecer fiscalizando. Se houver necessidade, temos estrutura legal e pessoal para aplicar punições", garante Reblin.


15:08

Nésio: "Não vamos naturalizar morte evitável"

"Todas as vidas importam. Não se trata mais da possibilidade de uma nova onda. Queremos que a população entenda que todas as vidas importam. Elas podem ser um vizinho, um parente seu. Nós não iremos naturalizar nenhuma morte por uma doença infectocontagiosa evitável. O risco é baixo de ter uma nova grande onda no Estado, mas qualquer perda é significativa e não podemos mais perder diante de toda a curva de conhecimento da doença. Por isso, não podemos baixar a guarda e temos que ter muita disciplina em todas as medidas que podem barrar a pandemia", complementa o secretário.


15:04

Reblin: "A pandemia não acabou"

"Não adianta só testar ou só vacinar, se o cidadão não faz a parte dele. Muita atenção, a pandemia não acabou e precisamos de todos os cuidados para diminuir a transmissão", reafirma Reblin.


15:02

ES não prevê punição a quem recusar vacina

"Nós tratamos de assumir essa polêmica com esclarecimento, orientação e convencimento. Qualquer uma das vacinas disponíveis é segura e eficaz para derrotar a pandemia ainda neste ano. No que diz respeito à recusa, dado exemplo do Governo do Estado, recomendamos que as empresas privadas adotem medidas para garantir a vacinação compulsória. Não prevemos aplicar penalidades em pessoas que se recusem a vacinar, porque nosso objetivo é alcançá-las. Queremos convencer essas pessoas de que elas serão protegidas se forem vacinadas", defende Nésio.


14:59

Secretário alerta sobre variantes do coronavírus

"O que exige preocupação de todos é a circulação da P1 em território capixaba. Já temos a circulação de novas variantes, que têm um papel importante na hospitalização e óbito na população de 30 anos, que há poucas semanas está sendo alcançada por imunizantes", diz Nésio.


14:55

Secretário fala sobre efeitos da vacinação no ES

"Sobre os novos casos registrados, temos uma incidência importante nas pessoas não vacinadas. Temos pessoas já vacinadas que também desenvolvem a doença, em sua ampla maioria casos muito leves. Não temos nenhuma vacina no mundo que trata da eliminação do Sarc-CoV-2. Temos tido um controle importante nos óbitos de pessoas com mais de 70 anos", afirma Nésio.


14:53

450 usuários testaram positivo nos terminais

"Sobre a testagem em terminais e aeroporto: até o dia de ontem realizamos 5.383 testes nos terminais urbanos. Identificamos 450 pacientes positivos, representando 7,7%. No aeroporto, foram 2.109 testes, com 36 casos positivos, representando 1,71% de positividade. No entanto, o objetivo do aeroporto não é a testagem em massa. O objetivo é detectar positivos e enviar amostras para sequenciamento genético, para identificar chegada de variantes no Estado", detalha Nésio.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.