Mulher que foi baleada na cabeça pela cunhada morre em Linhares

Crime aconteceu no último dia 9 e a dona de casa Luziane dos Santos Soares, de 37 anos, estava em coma induzido. Morte foi confirmada pelo filho da vítima, Lorran Campista dos Santos, de 19 anos, na noite desta segunda-feira (18)

Rede Gazeta
Publicado em 19/01/2021 às 10h48
Atualizado em 19/01/2021 às 10h48
Mulher morre 10 dias após ser baleada na cabeça pela cunhada em Linhares
Mulher morre 10 dias após ser baleada na cabeça pela cunhada em Linhares. Crédito: Reprodução/TV Gazeta Norte

A dona de casa Luziane dos Santos Soares, de 37 anos, que foi baleada na cabeça pela cunhada de 30 anos no último sábado (9), no bairro Interlagos, em Linhares, Norte do Estado, teve a morte confirmada na noite desta segunda-feira (18) pelo filho Lorran Campista dos Santos, de 19 anos.

Internada no Hospital Geral de Linhares (HGL), Luziane ficou em coma induzido e o estado de saúde foi considerado gravíssimo pelo médico que a atendeu.  Os disparos atingiram o crânio.

A Polícia Civil registrou a ocorrência como invasão de domicílio. No depoimento, a mulher disse que atirou após ter a casa invadida durante uma discussão.

O desentendimento que resultou no disparo foi provocado após a vítima invadir a residência da cunhada e agredi-la usando uma vassoura e uma barra de ferro. Segundo a Polícia Civil, a mulher, para se defender, usou a arma do marido e disparou contra a dona de casa.

A autora dos disparos se apresentou aos policiais e foi conduzida à delegacia. Posteriormente, foi ouvida e liberada, uma vez que as autoridades entenderam o ocorrido como legítima defesa e afirmaram que  a arma está devidamente registrada.

CASO AINDA SEM SOLUÇÃO

Após ser liberada, a mulher que efetuou os disparos continua em liberdade. Segundo informações da Delegacia Regional de Linhares, as investigações ainda estão em andamento.

Com informações da TV Gazeta Norte.

Linhares Polícia Civil linhares ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.