ASSINE

Motorista abandona ônibus em Vitória após ser xingado por passageiros

Episódio ocorreu nesta quinta-feira (5), na Reta da Penha. Segundo o GVBus, sindicato das empresas do Transcol, passageiros reclamaram que condutor estava em baixa velocidade

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 07/10/2021 às 15h45
Reta da Penha
Após ser ofendido por alguns passageiros, o motorista da linha 507 parou o ônibus e ordenou que todos deixassem o coletivo. Crédito: Internauta

A Reta da Penha, em Vitória, é trajeto diário do coletivo da linha 507  (Terminal Laranjeiras/Terminal Ibes - via 3ª Ponte/Reta da Penha), do Sistema Transcol, mas, desta vez, a parada na avenida não ocorreu para embarque ou desembarque de passageiros.

Na manhã desta quinta-feira (7), o motorista de um ônibus articulado da linha e alguns passageiros se envolveram em uma confusão. Quando passava pela Reta da Penha, o condutor parou o veículo, abriu as portas e ordenou que todos descessem no ponto que fica em frente à Rádio Espírito Santo.

O fato ocorreu, segundo uma pessoa que estava no ponto de ônibus e filmou o coletivo parado no local, porque passageiros xingaram o motorista, alegando que ele estava dirigindo muito devagar. Ofendido, o trabalhador se revoltou, parou o veículo e se recusou a prosseguir com a viagem. Veja o vídeo:

Motorista do Transcol abandona a direção após ser ofendido por passageiros

Com o articulado parado em frente ao ponto de ônibus de grande movimentação, os demais coletivos que passavam pela Reta da Penha tiveram de parar antes ou depois de onde estava o veículo. Enquanto isso, passageiros se aglomeraram no local.

Procurada pela reportagem de A Gazeta, a Guarda Municipal de Vitória informou que não foi acionada para a ocorrência.

OFENSAS DESDE O TERMINAL

Por nota, a assessoria de imprensa do Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) lamentou o ocorrido com o colaborador e explicou que o próprio funcionário comunicou à empresa (Consórcio Sudoeste) sobre a situação que havia passado ao volante.

"A empresa responsável pelo coletivo da linha 507 informou que foi acionada sobre o fato pelo motorista, que, após parar o veículo, realizou o transbordo dos passageiros para outro ônibus. Segundo o profissional, ele trafegava em velocidade compatível com a via, porém, desde a saída do Terminal de Laranjeiras, na Serra, alguns passageiros proferiam contra ele xingamentos quanto à suposta velocidade baixa. Por questões de segurança, para não pôr em risco a vida dos passageiros, ele decidiu parar o ônibus. Outro motorista, enviado imediatamente pela empresa, seguiu viagem", disse o GVBus, na nota.

O sindicato destacou ainda que profissional envolvido na ocorrência foi encaminhado ao médico, mas está bem. O motorista, que não foi identificado, também irá passar por atendimento psicológico. Por fim, o GVBus destacou que o condutor é uma pessoa tranquila e nunca havia passado por situação semelhante ao fato ocorrido nesta quinta-feira.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.