Futuro dos desfiles do Carnaval de Vitória será decidido em 15 de outubro

Uma reunião está marcada para a data com a participação da Prefeitura de Vitória e do Ministério Público Estadual, além de membros da Liesge e Lieses

Publicado em 26/09/2020 às 20h08
Atualizado em 27/09/2020 às 08h55
Data: 06/02/2010 - Desfile da Escola de Samba Independentes de Boa Vista, no Sambão do Povo. Carnaval Capixaba
A Independentes de Boa Vista foi a campeã do carnaval capixaba em 2020. Desfiles de 2021 ainda estão indefinidos. Crédito: Bernardo Coutinho/Arquivo AG

Em um panorama de incertezas, por conta da pandemia do novo coronavírus, o futuro dos desfiles das escolas de samba do carnaval capixaba está prestes a ser decidido. 

Uma reunião marcada para o dia 15 de outubro contará com a presença da Prefeitura de Vitória e Ministério Público Estadual, além de membros da Liesge (Liga Independente das Escolas de Samba do Grupo Especial) e Lieses (Liga Independente das Escolas de Samba do Espírito Santo), que representam, respectivamente, o Grupo Especial e o de Grupo de Acesso. Em pauta: uma resolução definitiva sobre a viabilidade das apresentações em 2021. 

Por conta da realidade sanitária do Estado e do país, é praticamente inviável que os desfiles ocorram nas datas marcadas anteriormente, em 12  e 13 de fevereiro. Em entrevista recente ao portal A Gazeta, Edvaldo Teixeira, presidente da Liesge, descartou, inicialmente, que as apresentações ocorram em dias próximos à Semana Santa.

"O poder público vai nos passar a real situação sanitária da Grande Vitória, para que o carnaval seja realizado com segurança. Precisamos do suporte das autoridades para a organização, como a liberação do Sambão do Povo e mesmo o aporte de recursos financeiros para a realização do desfile", explica Teixeira.

Ainda de acordo com o gestor, mesmo com as incertezas, as agremiações capixabas não deixaram de se organizar. "Praticamente todas têm o samba-enredo pronto e muitos carnavalescos estão desenhando fantasias e alegorias", complementa.

Por meio de nota, a Prefeitura de Vitória afirmou que, no momento, está focada no desenvolvimento de ações de combate à disseminação do novo coronavírus. 

O órgão informou também que está dialogando com as Ligas das Escolas de Samba e com o Ministério Público Estadual (MPES), confirmando sua participação na reunião de 15 de outubro.

RIO DE JANEIRO

Em decisão tomada nesta semana, a Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) optou pela suspensão da festa na Marquês da Sapucaí em fevereiro, afirmando que o carnaval da cidade não tem data para ocorrer no próximo ano.  

Três coisas pesam para definir os desfiles em 2021: imunização em massa contra o coronavírus, o que ainda depende da aprovação de uma vacina; tempo hábil para que as escolas se organizem e a questão financeira.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.