ASSINE

ES disponibiliza 10 vagas para receber bebês prematuros de Manaus

Os bebês estão internados em maternidades de Manaus, capital do Amazonas, que vive um colapso no sistema de saúde com falta de oxigênio nos hospitais

Vitória
Publicado em 15/01/2021 às 20h30
Atualizado em 15/01/2021 às 20h32
Fachada do pronto-socorro do Hospital Infantil de Vitória
Fachada do pronto-socorro do Hospital Infantil de Vitória. Crédito: Murilo Cuzzuol

O governo do Espírito Santo disponibilizou 10 vagas em Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (Utins) para receber bebês prematuros internados em hospitais de Manaus, capital do Amazonas, que vive um colapso no sistema de saúde, com falta de oxigênio nos hospitais para atender os pacientes com Covid-19.

Cerca de 60 bebês prematuros estão internados em UTIs de maternidades públicas amazonenses. Todos seriam transferidos para outros estados, mas no final da tarde o governo do Amazonas informou ter conseguido abastecimento de oxigênio para mais 48 horas e suspendeu a transferência das crianças.

Para a Globo News, o Ministério da Saúde informou que já viabilizou 56 vagas para os bebês em seis estados: Espírito Santo, Paraná, Maranhão, Bahia,  Rondônia e no Amapá. Minas Gerais e são Paulo também se disponibilizaram em acolher as crianças.

As crianças seriam transportadas em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), após uma avaliação de saúde, e seriam acompanhadas pelas mães.

Por nota, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou a disponibilização das vagas. Veja a íntegra da nota:

“A Secretaria da Saúde informa que nesta sexta-feira (15) 10 leitos de UTIN foram disponibilizados para atender a demanda por leitos infantis do estado do Amazonas. No entanto, o Ministério da Saúde sinalizou que conseguiu oxigênio para manter as crianças internadas por mais 48 horas. A Sesa ressalta que continuam disponíveis os 30 leitos anunciados nesta quinta-feira (14).”

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.