ASSINE

ES deve vacinar adolescentes contra Covid a partir de setembro

Em visita ao Sul do Estado, Nésio Fernandes falou que a expectativa é iniciar a vacinação de pessoas acima de 18 anos em agosto e a de adolescentes no mês seguinte

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 30/07/2021 às 12h51
Em visita ao Sul do Estado, Nésio Fernandes informou que a expectativa é iniciar a vacinação de pessoas acima de 18 anos em agosto e adolescentes no mês seguinte
ES deve vacinar adolescentes contra Covid a partir de setembro. Crédito: TV Gazeta Sul

Espírito Santo pretende vacinar adolescentes contra a Covid-19 a partir de setembro. A informação foi dada pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, durante visita ao município de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, na manhã desta sexta-feira (30).

O secretário disse ainda que, no próximo mês, irá começar a vacinar a população acima de 18 anos. “A expectativa é de, ainda em agosto, inciarmos a vacinação da população com mais de 18 anos e, no mês de setembro, estarmos vacinando, potencialmente, os adolescentes”, afirmou. 

Segundo Nésio, esse avanço da vacinação influencia diretamente a queda de casos graves, que precisam de internação em leitos de UTI ou que evoluem para óbitos.

“Nós caminhamos a um contexto de cobertura vacinal que reduz, em muito, o paciente a evoluir a casos graves e a óbito. Então mesmo que tenhamos um novo crescimento na curva de casos, ela não deve ser acompanhada de uma explosão de óbitos e internações como foram nas curvas anteriores que ocorrem num contexto fora da cobertura vacinal", acredita. 

Mesmo com novas faixas etárias recebendo as vacinas contra a doença, o secretário reforça que os cuidados ainda precisam ser tomados, principalmente, a realização de testes em casos de sintomas suspeitos de Covid.

"As vacinas vão garantir a expectativa do segundo semestre de ter uma incidência de casos muito menor e já com comportamento semelhante a outras doenças respiratórias. No entanto, as vacinas não são capazes de eliminar o risco de contágio de transmissão, as pessoas ainda podem evoluir com uma infecção. No entanto, na ampla maioria das vezes, para um quadro muito leve. Por isso, mesmo quem vacinou com duas doses, diante de qualquer sintoma respiratório, precisa procurar um teste”, disse Nésio.

VAGAS DE UTI

Em todo Sul do Estado, mais da metade dos leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 estão livres. A região vem consolidando uma queda no número de casos e de óbitos e, por isso, o planejamento do governo estadual é repassar esses leitos para outros pacientes.

“Dos 142 leitos de UTI disponíveis, somente 62 estão ocupados na região. Então, nós vamos avançar nos próximos dias para uma desmobilização da estrutura Covid para atender outras condições de saúde, inclusive, para acelerar o nosso mutirão de cirurgias eletivas que foi lançado. Nós temos a meta de realizar 50 mil cirurgias em seis meses”, explicou o secretário.

A expectativa do secretário é de até o fim do mês de agosto estar com, aproximadamente, 150 leitos de UTI em todo o Estado para atender a demanda Covid, os leitos da rede privada serão desmobilizados e os demais leitos, da rede filantrópica e pública, serão revertidos como enfermaria ou permanecem como UTI, mas disponíveis para outras condições de saúde.

Com a colaboração de Maíra Brito/TV Gazeta Sul

A Gazeta integra o

Saiba mais
SESA Covid-19 ES Sul Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.