ASSINE

Corpo de catador de caranguejos é encontrado em manguezal de Vitória

José Mário de Araújo, experiente catador de caranguejos conhecido como "Índio", de 70 anos, foi encontrado já sem vida

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 15/04/2021 às 21h53
Em Vitória
Catador de caranguejos desaparece em mangue . Crédito: Arquivo da família

José Mário de Araújo, experiente catador de caranguejos conhecido como "Índio", de 70 anos, foi encontrado já sem vida no manguezal de Vitória na noite desta quinta-feira (15), por volta das 19h. Antes da identificação do corpo, os bombeiros, com ajuda de pescadores e de parentes, tinham encontrado o barco que ele usava.

Corpo foi encontrado no mangue, em Vitória
Equipe dos bombeiros esteve nas buscas pelo catador de caranguejos. Crédito: Caíque Verli

Pablo Fernandes, neto do caranguejeiro, afirmou que o último contato do avô com a família foi pela manhã. "Depois nós entramos em contato, mas o telefone dele só dava caixa postal. Um tio meu, que também é pescador, veio ao manguezal, e não detectou o barco dele. Saiu à procura e acabou encontrando o barquinho, já a meia hora de remo. Ele achou também a bolsa dele boiando, mas a maré estava muito cheia e estava entardecendo, então meu tio precisou voltar. Uma das filhas dele chegou a ligar para ele pela manhã, por volta das 9h e ele estava bem", contou.

Araújo fez aniversário no dia 5 de abril e a família comemorou a data no último domingo. "Teve um bolinho para a família e eu fiz uma homenagem a ele, agradecendo por tudo o que ele fez por nós. Desde os 7 anos ele catava caranguejo, então era o mais antigo de Vitória, 63 anos na cata. Ele era muito conhecido na região de Maria Ortiz e chegou a participar de um documentário chamado Espera Maré, que tem no Youtube", acrescentou.

Os sentimentos que ficam para a família são de tristeza e gratidão. "É muito triste, apesar de sabermos que todos chegaremos a esse momento. Mas o que vale é o legado que ele deixou, toda a criação e honestidade. A gente fica feliz por tudo que ele fez. É sobretudo um momento muito difícil, ele representa nossa história de vida e a nossa família está muito abalada", lamentou.

Demandados pela reportagem, os bombeiros confirmaram que foi encontrado o corpo na maré e trazido para a margem, no aguardo da perícia da Polícia Civil. Segundo informações dos bombeiros, o idoso era diabético. As buscas e o resgate foram em área de difícil acesso.

As polícias Civil e Militar também foram procuradas, mas ainda não responderam. 

Bombeiros Vitória (ES) desaparecidos Mangue no es Manguezal Capixaba

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.