ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

ES terá 40 novas escolas de ensino integral em 2022

De acordo com o governador, com a ampliação divulgada neste sábado pelas redes sociais, Estado vai alcançar 132 unidades de ensino nesse modelo

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 23/10/2021 às 09h02
Governador Renato Casagrande
Governador Renato Casagrande. Crédito: Helio Filho/Secom

Novas 40 escolas de ensino fundamental e médio terão ensino de tempo integral no Espírito Santo a partir do ano que vem, sendo que a proposta é de que o número de estudantes abrangidos salte de 28.359 para 41.544 em 2022, o que representa quatro vezes mais alunos que em 2018. O anúncio foi feito pelo governador do Estado, Renato Casagrande, e pelo secretário de Estado da Educação (Sedu), Vitor de Ângelo, na manhã deste sábado (23).

De acordo com a autoridade, em 2019, havia 32 unidades com esta modalidade. Agora com a ampliação, serão 132 escolas no total. "Esse é o momento de unir os esforços para recuperar o tempo perdido por conta da pandemia e fazermos 2021 terem investimentos fortes na área da Educação", disse a autoridade do Executivo em coletiva nesta manhã (23).

De acordo com o governo do Estado, o número de municípios com educação em tempo integral será ampliado de 49 em 2021 para 75 em 2022. Das escolas implementadas, uma delas tem o período de 9h30 e as demais são de 7h de duração das aulas, com integração aos cursos técnicos. 

Segundo Vitor de Ângelo, com a implantação de novas escolas, será atendido o Plano Nacional de Educação. "Propicia a ampliação da jornada dentro de uma metodologia diferenciada. Neste momento isso ganha uma relevância muito grande, já que a pandemia afetou muito a educação", afirmou.

De acordo com a Sedu, a data do início das matrículas ainda não foi divulgada.

Confira lista das novas escolas transformadas em tempo integral:

Superintendência Regional de Educação de Afonso Cláudio

  • Luiz Jouffroy - Laranja da Terra;
  • Teófilo Paulino - Domingos Martins;
  • São Jorge - Brejetuba;

Superintendência Regional de Educação de Barra de São Francisco:

  • Sebastião Coimbra Elizeu - Água Doce do Norte;

Superintendência Regional de Educação de Cachoeiro de Itapemirim:

  • Presidente Kennedy;
  • Prof. Jose Veiga da Silva - Marataízes;
  • Cel. Antonio Duarte - Iconha;
  • Presidente Luebke - Vargem Alta;
  • Waldemiro Hemerly - Rio Novo do Sul;
  • Jerônimo Monteiro;
  • Presidente Getúlio Vargas - Cachoeiro de Itapemirim;
  • Prof. Petronilha Vidigal - Cachoeiro de Itapemirim;

Superintendência Regional de Educação de Carapina:

  • Aflordizio Carvalho da Silva - Vitória;
  • José Pinto Coelho - Santa Teresa;

Superintendência Regional de Educação de Linhares:

  • Dylio Penedo - Aracruz;
  • Bananal - Rio Bananal;
  • Candido Portinari - Sooretama;

Superintendência Regional de Educação de Cariacica:

  • Néa Salles Nunes Pereira - Cariacica;
  • Ana Lopes Balestrero - Cariacica;
  • Maria de Lourdes Poyares Labuto - Cariacica;
  • Hunney Everest Piovesan - Cariacica;
  • José Rodrigues Coutinho - Cariacica;
  • Emílio Oscar Hulle - Marechal Floriano;
  • Alice Holzmeister - Santa Leopoldina;

Superintendência Regional de Educação de Colatina:

  • Professor Santos Pinto - Governador Lindenberg;
  • Pastor Antonio Nunes de Carvalho - Alto Rio Novo;
  • Eurico Salles - Itaguaçu;
  • São Domingos - São Domingos do Norte;
  • Honório Fraga - Colatina;

Superintendência Regional de Educação de Guaçuí

  • Sirena Rezende Fonseca - Alegre;
  • Horácio Plinio - Bom Jesus do Norte;
  • Juvenal Nolasco - Divino de São Lourenço;
  • Prof. Maria Trindade Oliveira - Ibatiba;
  • Antonio Lemos Junior - Ibitirama;

Superintendência Regional de Educação de Nova Venécia:

  • Prof. Maria Magdalena da Silva - Ponto Belo;
  • Mucurici;
  • Atílio Vivacqua - Vila Valério;

Superintendência Regional de Educação de São Mateus:

  • Pedro Paulo Groberio - Jaguaré;
  • Dr. Francisco Freitas Lima - Vila Velha;
  • Zuleima Fortes Faria - Guarapari;

ESCOLAS MUNICIPAIS

O secretário também destacou o apoio dado à educação de tempo integral nos municípios, por meio do Programa Capixaba de Fomento à Implementação de Escolas Municipais de Ensino Fundamental em Tempo Integral (Proeti). "A entrada no ano que vem para 30 mil alunos ocorrerá por meio de chamada pública. Então, repetindo: até 8 de novembro o edital está aberto para que os municípios interessados em ter o apoio do governo do Estado para que implementem escolas em tempo integral", acrescentou.

Também segundo a Sedu, o programa estabelece o repasse direto aos municípios, no valor de R$ 3 mil por estudante ao ano, durante um período de três anos. Somente com essa ação, devem ser ofertadas cerca de 30 mil vagas por ano, com investimento de R$ 270 milhões ao ano e R$ 810 milhões no período total. A chamada aos municípios interessados está aberta até o dia 08 de novembro.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Educação Renato Casagrande Educação Escolas Públicas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.