ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Aulas presenciais serão obrigatórias a partir do dia 16 em Cachoeiro

Somente crianças de 0 a 3 anos e estudantes com comorbidades poderão optar por continuar com aulas não presenciais na rede municipal

Publicado em 10/08/2021 às 10h45
Somente crianças de 0 a 3 anos e estudantes com comorbidades poderão optar por continuar com aulas não presenciais
Aulas presenciais serão obrigatórias a partir de 16 de agosto na rede municipal em Cachoeiro. Crédito: Marcia Leal/PMCI

As aulas presenciais na rede municipal de ensino de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, voltarão a ser obrigatórias a partir da próxima segunda (16). Somente crianças de 0 a 3 anos e estudantes com comorbidades poderão optar por continuar com aulas não presenciais.

prefeitura informou que a decisão pelo retorno obrigatório foi analisada pela Secretaria Municipal de Educação (Seme) junto à Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Conselho Municipal de Educação e integrantes do Plano Estratégico de Prevenção e Controle. A medida foi garantida por uma Portaria publicada no Diário Oficial do Município desta terça-feira (10).

“A decisão pelo retorno obrigatório às salas de aula foi analisada com muito rigor, levando em consideração todos os aspectos envolvidos. É um uma situação muito desafiadora, mas as escolas estão preparadas para receber os alunos com segurança. Nos colocamos à disposição dos familiares para esclarecer dúvidas”, afirma a secretária municipal de Educação, Cristina Lens.

A alternância dos alunos em sala de aula será semanal. Um grupo de alunos terá aulas presenciais, e o grupo que ficar em casa terá que comparecer à escola na semana seguinte. Os responsáveis por alunos com comorbidades devem apresentar laudo médico na escola. Segundo a prefeitura, os gestores escolares estão fazendo contato com as famílias dos alunos.

A prefeitura explicou que além de medidas preventivas, como aferição de temperatura, tapetes sanitizantes e álcool em gel 70% para higienização das mãos, todos precisam usar máscara – exceto as crianças de até 2 anos de idade. Nas salas de aula, a capacidade de ocupação é de apenas 50%.

“A ocupação dos espaços físicos é controlada, com priorização de atividades em áreas externas e espaços amplos e arejados, adoção de cuidados quanto ao uso de brinquedos e estabelecimento de horários escalonados para intervalos e refeições. As pessoas responsáveis pela manipulação dos alimentos recebem capacitação quanto aos cuidados extras de higiene na preparação, armazenamento e distribuição das refeições”, informou a prefeitura.

Atualmente as aulas da prefeitura são no modelo híbrido, com revezamento dos alunos e com opção de ensino totalmente remoto. Quem não está em aula presencial, acompanha as aulas de modo remoto, por meio de atividades postadas na plataforma Google Sala de Aula, ou de material impresso, retirado na escola, para os que não possuem acesso à internet.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.