ASSINE

Após 20 casos de Covid, alunos de escola em Vitória têm aulas no pátio

Em unidade de tempo integral de São Pedro,  professores e alunos foram infectados pelo coronavírus e as atividades passaram a ser feitas na área externa.

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 10/06/2022 às 17h04
Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral (CEEMTI)
Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral (CEEMTI) "Dr. Agesandro da Costa Pereira", antiga Escola Viva de São Pedro. Crédito: Reprodução/ Google Street View

O aumento na incidência de Covid-19 chegou às salas de aula. Apenas em uma escola estadual de São Pedro, em Vitória, 20 casos foram registrados nos últimos dias:  12 professores e oito alunos testaram positivo para a doença e precisaram ser afastados. Na tentativa de reduzir riscos de novas infecções, as atividades passaram a ser feitas no pátio e na quadra e há recomendação para retorno do uso de máscaras. 

A situação foi registrada no Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral (CEEMTI) "Dr. Agesandro da Costa Pereira", antiga Escola Viva do bairro, mas não há, no momento, perspectiva de suspensão das aulas. 

A Superintendência Regional de Educação (SRE) de Carapina, que faz a gestão das unidades de ensino da região, informou, em nota, que a escola segue com as aulas em espaços mais alternativos e abertos, com apoio de professores que estavam em planejamento e têm disponibilidade para substituir os profissionais afastados. Como medida de prevenção, ainda segundo a nota, a escola orientou as famílias para que os alunos frequentem as aulas de máscara.

"Na perspectiva de avançar ainda mais no enfrentamento à pandemia da Covid-19 com cautela, com responsabilidade, com empatia e com sensibilidade, a Secretaria da Educação (Sedu) continua orientando as escolas para a adoção de protocolos rigorosos de limpeza e de desinfecção em suas dependências. Além disso, recomenda a manutenção da cultura de higienização frequente das mãos, por meio da contínua disponibilização de álcool 70% (setenta por cento) ou de preparações sanitizantes de efeito similar para toda a comunidade escolar. Ainda, deve ser mantido o uso de garrafinhas e de copos individuais, extinguindo-se o uso de esguicho nos bebedouros, por exemplo", finaliza a assessoria. 

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.