ASSINE

Adolescente vende pães para realizar sonho e ajudar a mãe em Cachoeiro

Daniel Vitório Baia Vieira, de 17 anos, investiu R$ 9 na compra dos primeiros materiais e acorda bem cedo para vender pães para conseguir realizar o sonho de passar em um concurso público e de montar uma padaria para a mãe

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 21/06/2021 às 16h51
adolescente vende pães pelas ruas de Cachoeiro
Adolescente vende pães pelas ruas de Cachoeiro. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta Sul

Aos 17 anos, o estudante Daniel Vitório Baia Vieira acorda bem cedo para arrumar as coisas no carrinho de mão e sair para vender pães caseiros pelas ruas do bairro BNH, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. Isso porque, após meses procurando um emprego, o estudante decidiu apostar na brincadeira que fez com a mãe, a doméstica Marilza Baia Vieira, durante a pandemia. 

Dona Marilza Baia Vieira é empregada doméstica e os produtos são feitos durante a noite. Tudo começou com um desafio ao filho, mas acabou se tornando um complemento da renda da família.

“Brinquei com ele, falei que sábado e domingo não ia ter padaria, nem supermercado aberto. Sugeri para ele vender pão. Ele me olhou, brilhou os olhinhos, falou para fazer que iria vender”, conta a mãe.

Com apenas R$ 9 no bolso, o adolescente comprou leite e trigo. A mão de obra veio da mãe, que tinha uma receita – copiada de uma embalagem de trigo há mais de 25 anos. “Eu estava procurando emprego há uns 9 meses e foi uma oportunidade que vi de começar a trabalhar, a ter uma experiência mesmo sem ter carteira. Vendi todos os pães no fim de semana e vi que poderia dar certo”, lembra o estudante.

adolescente vende pães pelas ruas de Cachoeiro
Adolescente vende pães pelas ruas de Cachoeiro. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta Sul

Daniel Vitório Baia Vieira transformou a dificuldade em oportunidade e o negócio está crescendo. Além dos pães tradicionais, ele também vende os recheados, além de café e refrigerante. Após rodar pelas ruas do bairro BNH, o adolescente monta uma banquinha na calçada e continua a venda. A meta sempre é voltar para casa com todos os itens vendidos.

O produto caiu no gosto do povo. Daniel conta que tem recebido encomendas e até conseguiu comprar um forno para ajudar na produção dos pães. Todo esse esforço é para conseguir realizar o sonho de passar em um concurso público e de montar uma padaria para a mãe.

Daniel Vitório Baia Vieira

Adolescente que vende pães

"Se Deus quiser vamos conseguir realizar esses sonhos. Não sabemos se será agora ou no futuro. Sempre falo com meus amigos que nada de ruim vem para ser ruim, sempre há algo bom ali, só é preciso olhar com resiliência e sempre abraçar as oportunidades. Às vezes, elas vêm e você nem percebe. Então é preciso estar atento às oportunidades e abraçá-las com toda a força"

Com informações do repórter  Gustavo Ribeiro, da TV Gazeta Sul 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.