ASSINE

Capixaba fã de Paulo Gustavo coleciona fotos, vídeos e até tatuagem do ídolo

"Ele me transformou e, em 2014, resolvi marcar isso no meu corpo", declarou Lorena Gaigher Storch. Moradora de Vitória, ela  já esteve em cerca de 20 shows do artista, tendo viajado o Brasil desde 2013

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 05/05/2021 às 13h32
Lorena Gaigher
Capixaba fã de Paulo Gustavo coleciona fotos e memórias com o ídolo. Crédito: Arquivo Pessoal

Sinônimo de alegria, Paulo Gustavo deixa uma legião de fãs após falecimento nesta terça-feira (04), em decorrência das complicações da Covid-19. Uma capixaba de 31 anos, em especial, tem lembranças de sobra para colecionar do ídolo: fotos, vídeos, memórias de espetáculos e troca de carinhos e até uma tatuagem nas costas. "Ele me transformou e, em 2014, resolvi marcar isso no meu corpo", declarou.

Lorena Gaigher Storch, moradora de Jardim da Penha, em Vitória, e licenciada em Letras, conta que já esteve em cerca de 20 shows do artista, tendo viajado o Brasil desde 2013 para acompanhar as turnês que o humorista fazia. Inclusive, a professora destacou que participou de um episódio do programa 'Paulo Gustavo na Estrada', no canal Multishow.

"Minhas principais memórias são no teatro. Assisti várias vezes 'Minha Mãe é uma Peça'. Depois, ele lançou a peça '220 Volts', em que interpretava várias mulheres, de acordo com o programa que ele fazia na TV, e 'Hiperativo'. É engraçado que eu sempre levava cartazes, queria chamar atenção dele de alguma forma, queria ser vista. Sempre comprava a primeira fileira, ali no meio do palco, levava cartazes e procurava interagir com ele de alguma forma", relatou.

Lorena Gaigher
Capixaba fã de Paulo Gustavo levava cartazes e presentes aos shows do ídolo. Crédito: Arquivo Pessoal

Para ela, que viu o grande ídolo morrer tão jovem, aos 42 anos, o sentimento que fica é de completo vazio. "Ele era praticamente da família de todos os brasileiros, era onipresente, estava na televisão, teatro, internet, cinema. Ele entrava de qualquer jeito na vida das pessoas e merece ser lembrado justamente pela sagacidade, genialidade, educação com que tratava a todos, fãs, amigos, parentes. Tratava sempre da mesma forma. Acredito que ele se eterniza pela arte, como nos livros que lançou também", acrescentou.

A TATUAGEM

A capixaba admirava toda a obra do Paulo Gustavo a ponto de querer eternizá-la na própria pele. A repercussão disso, no entanto, não agradou o ídolo. Para ele, havia outras formas mais saudáveis de homenageá-lo, que não algo tão permanente e talvez invasivo.

Lorena Gaigher
Paulo Gustavo critica homenagem de fã capixaba: "não acho saudável". Crédito: Instagram | @fofocaemfoco

Lorena Gaigher Storch

Fã capixaba de Paulo Gustavo

"Fiz uma tatuagem com o nome dele nas minhas costas em 2014, porque ele transformou minha vida de uma forma sensacional. Me fiz um ser humano melhor com a arte dele, com as personagens que ele interpretava. Todo mundo é um pouco daquilo, um pouco dona Hermínia, todo mundo é um pouco Senhora dos Absurdos, todo mundo tem preconceito, mesmo falando que não tem. Isso está arraigado na cultura brasileira e ele se despia daquilo de forma genial"

A tatuagem de Storch foi notícia em diversos sites de fofoca à época, depois que o próprio Paulo respondeu à mensagem da fã nas redes sociais dizendo que não havia gostado da ideia. "Ele desaprovou. Ele queria uma relação mais saudável com os fãs, achou exagerado", contou.

Lorena Gaigher Storch
Fã capixaba fez até tatuagem com o nome de Paulo Gustavo. Crédito: Arquivo Pessoal

COVID-19

O humorista estava internado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital no Rio de Janeiro desde o dia 13 de março. Ele precisou ser intubado uma semana após a internação, porque estava com dificuldade para respirar. Na sequência, piorou e precisou da ajuda de uma espécie de pulmão artificial usado apenas nos casos mais graves. Um mês depois, teve uma embolia gasosa que se espalhou em decorrência de um rompimento do tecido do pulmão.

Assumido com relação à própria sexualidade, Paulo Gustavo era casado com o dermatologista Thales Bretas desde 2015. Os filhos do casal, Gael e Romeu, nasceram em 2019, de barrigas de aluguel.

Paulo Gustavo Covid-19 capixaba capixaba Famosos

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.