Salas de cinemas do ES podem reabrir nos próximos dias, segundo governo

Setor espera a divulgação dos protocolos de segurança para criar planos estratégicos de recuperação de parte do público

Publicado em 21/09/2020 às 17h27
Atualizado em 21/09/2020 às 23h05
Fechadas desde 17 de março, salas de cinema do Espírito Santo estão próximas da reabertura, de acordo com o Governo do Estado
Salas de cinema do Espírito Santo estão próximas da reabertura, de acordo com o Governo do Estado. Crédito: Denise Jans/Unsplash/Divulgação

Fechadas desde 17 de março, na tentativa de deter o avanço da Covid-19, as salas de cinema do Espírito Santo podem ser reabertas nos próximos dias. A boa notícia, que soa como música para "os ouvidos" de um setor que enfrenta a maior crise de sua história, foi dada por Lenise Loureiro, secretária estadual de Gestão e Recursos Humanos, em entrevista a Rádio CBN Vitória, na manhã desta segunda-feira (21).

"Na semana passada, nos reunimos com representantes do setor. Eles nos trouxeram propostas de protocolo de segurança. Uma delas, prevê que a ocupação seja de até 50% dos espaços para a sessão de filmes. Acreditamos que seja um passo possível nos próximos dias para ser anunciado pelo Governador Renato Casagrande", afirmou a secretária.   

Procurada pelo "Divirta-se", para saber a provável data do anúncio destas medidas de flexibilização, Lenise Loureiro afirmou que o Governo Estadual "ainda está na construção de protocolos de segurança", não estipulando prazos. 

POLÊMICAS

A reabertura do setor no Brasil promete ser lenta e recheada de polêmicas e reviravoltas, dignas de um bom filme de suspense. No Rio de Janeiro, por exemplo, o prefeito Marcelo Crivella anunciou que os espaços poderiam retornar suas atividades no último dia 14 de setembro.

Em uma reviravolta, o Sindicato das Empresas Exibidoras do Rio de Janeiro decidiu não reabrir as salas, especialmente porque não foi permitida a comercialização de alimentos. A alegação é que somente o valor arrecadado nas bilheterias não conseguiria cobrir os gastos operacionais. São Paulo, maior parque exibidor do País, também deve anunciar a reabertura nos próximos dias.

Somente 10% do parque exibidor do Brasil já retornou as atividades, de acordo com matéria exibida pelo
Somente 10% do parque exibidor do Brasil já retornou as atividades, de acordo com matéria exibida pelo "Fantástico" neste domingo (20). Crédito: Julien Andrieux/Unsplash/Divulgação

De acordo com dados revelados pelo "Fantástico", neste domingo (20), apenas 10% dos cinemas do Brasil já voltaram a funcionar. Quarenta municípios reabriram suas salas. Entre as capitais, estão Manaus (AM), Fortaleza (CE), Belém (PA) e Salvador (BA).

No Espírito Santo, os exibidores esperam com ansiedade a divulgação dos protocolos de segurança para planejar o retorno. Talmon Junior, do Cine Jardins, em Vitória, afirma que, depois do apontamento favorável do Governo Estadual, o espaço ainda precisará de 15 dias para se organizar. 

"Teremos que nos preocupar com a desinfecção das salas, a adequação do ar condicionado e demais medidas sanitárias, além de retornar os contatos com as distribuidoras. Desde que fechamos, em março, estávamos com a previsão de que a reabertura aconteceria em meados de outubro", informa, relatando que conta com o apoio dos frequentadores para esse momento de retomada. 

Dentre os protocolos de segurança adotados nos cinemas abertos, o uso de máscaras obrigatório, uniforme apropriado, por parte de funcionários, e lotação estipulada entre 30% a 50% em cada sessão, fazem parte da nova realidade.

Preocupação maior dos frequentadores, o fato de ficar em uma sala fechada com ar condicionado não deve ter maiores problemas. Segundo representantes dos cinemas, como mostrou o "Fantástico", as grandes salas têm um sistema que capta o ar da atmosfera, purifica e joga de volta ar limpo para dentro da sala.

"Nosso público é majoritariamente adulto, mais antenado com a realidade sanitária do país. Pretendemos fazer uma campanha de conscientização nas redes sociais. Trabalhamos também com eventos e sessões especiais, principalmente para escolas.  Esses projetos, acredito, ainda devam demorar mais um pouco, especialmente porque dependem da liberação das autoridades", detalha Talmon sobre a situação do Cine Jardins, em Vitória.

NOSTALGIA

Talmon diz que uma programação diferenciada deve ser criada para trazer o público de volta. "Em um primeiro momento, vamos apostar no relançamento de títulos que marcaram o imaginário do cinéfilo nos anos 1980 e 1990", complementa. 

Clássicos, como
Clássicos, como "O Iluminado", estão sendo exibidos pelos cinemas que já retornaram suas atividades no país. Crédito: Warner Bros/Divulgação

A prática de relançamentos, e sessões especiais, virou uma norma neste momento de retomada. Com as distribuidoras não programando grandes lançamentos, as salas abertas estão exibindo clássicos como "Harry Potter e a Pedra Filosofal" (2001), "Matrix" (1999) e "O Iluminado" (1980).

Por meio de nota, o Grupo Severiano Ribeiro, que administra o complexo do Shopping Praia da Costa, em Vila Velha,  afirmou que o Kinoplex ainda não tem data para reabrir no Estado, mas está seguindo todos os protocolos de segurança estabelecidos pelos órgãos de saúde e governo para, quando autorizado, retomar as atividades com o maior nível de segurança possível para espectadores e colaboradores.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.