ASSINE

Reforma do Hotel Majestic, no Centro de Vitória, recebe R$ 410 mil

Ao todo, reforma que transformará o antigo Majestic no novo Centro Cultural Ayalon, da associação judaica Alef Bet, custará mais de R$ 4,6 milhões

Vitória
Publicado em 14/07/2021 às 11h14
Pré-projeto mostra imagem de perspectiva de como ficará o Centro Cultural Ayalon, antigo Hotel Majestic, no Centro de Vitória
Pré-projeto mostra imagem de perspectiva de como ficará o Centro Cultural Ayalon, antigo Hotel Majestic, no Centro de Vitória. Crédito: Associação Alef Bet/Divulgação

O Centro Cultural Ayalon, da Associação Alef Bet, deu mais um passo para começar a operar, de fato, no Centro de Vitória.

Sediado onde antigamente ficava o Hotel Majestic, o complexo que ocupa os quatro andares do edifício histórico vai ser totalmente revitalizado e deve funcionar plenamente a partir de 2023, como A Gazeta divulgou anteriormente. A estimativa é que o investimento seja de R$ 4.639.539,17, angariados com doações e projetos complementares.

Só na última semana, a entidade que conquistou o direito de explorar o local por 20 anos, via edital de concessão do governo do Espírito Santo, levou pouco mais de R$ 410 mil da Fundação Banco do Brasil. Com esse dinheiro, foram pagos projetos executivos do local, por R$ 261.384,92, e o restante vai inteirar os R$ 3.097.201,34 que serão investidos na obra propriamente dita.

Todos os valores foram disponibilizados pela entidade que agora administra o local por uma planilha publicada na internet. O arranjo do dinheiro pode ser consultado no site da Alef Bet.

De acordo com a secretária de Estado do Turismo, Lenise Loureiro, o recurso recebido recentemente priorizará a reforma da cozinha do espaço. “Esse restante, que ficou dos projetos executivos, vai para a cozinha do edifício. A Alef Bet tem uma importante obra social de distribuição de comida e eles precisam dessa estrutura para operar plenamente nessa frente. Eles estão em outras conversas para angariar os fundos e têm feito algumas ações para conseguir levantar esse dinheiro”, reitera.

“Nós estamos até fazendo algumas conexões e sabemos que existem empresários interessados em ajudar no recolhimento desse dinheiro, mas é nessa fase que eles estão”, confirma.

A OBRA

Os quatro andares do prédio histórico serão totalmente revitalizados e abrigarão parte dos projetos sociais que são tocados pela entidade judaica que agora é administradora do imóvel. Os mais de 1,5 mil metros quadrados da edificação contarão com três auditórios, 11 salas multiuso, sala de informática, sala de vídeo, biblioteca e cozinha escola.

Quando começar a operar plenamente, o Centro Cultural Ayalon oferecerá oficinas e aulas de ensino musical e capacitação de graça à comunidade, além de desenvolver projetos sociais. Entre as atividades estão oficinas de musicalização, aulas de violão, percussão, oficina de prática oral, oficina de informática aplicada à música, oficinas diversas de sopros e outras oficinas temáticas. Também vão acontecer aulas de culinária, fotografia, artes plásticas e história.

Planta do Centro Cultural Ayalon, que ocupará o antigo Hotel Majestic

Planta do Centro Cultural Ayalon, que vai ocupar o espaço do antigo Hotel Majestic
undefined. Associação Alef Bet
Planta do Centro Cultural Ayalon, que vai ocupar o espaço do antigo Hotel Majestic
undefined. Associação Alef Bet
Planta do Centro Cultural Ayalon, que vai ocupar o espaço do antigo Hotel Majestic
undefined. Associação Alef Bet
Planta do Centro Cultural Ayalon, que vai ocupar o espaço do antigo Hotel Majestic
undefined. Associação Alef Bet
undefined
undefined
undefined
undefined

A Gazeta integra o

Saiba mais
Centro de Vitória Cultura Espírito Santo Governo do ES capixaba capixaba espírito santo lenise loureiro

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.