ASSINE

Daniel Satti fala sobre mistério da morte de Donato em "Salve-se Quem Puder"

Ator dá vida ao vilão e capanga da personagem Dominique (Guilhermina Guinle) na novela das sete

Publicado em 04/04/2021 às 11h00
O personagem Donato (Daniel Satti) de Salve-se Quem Puder
O personagem Donato (Daniel Satti) de Salve-se Quem Puder. Crédito: TV Globo

A novela das sete, "Salve-se Quem Puder", está de volta à telinha da TV Globo. E o público está podendo acompanhar desde o início a história das protagonistas Luna/Fiona (Juliana Paiva), Kyra/Cleyde (Vitória Strada) e Alexia/Josimara (Deborah Secco), que logo de cara têm que lidar com Donato, capanga de Dominique (Guilhermina Guinle).

Daniel Satti, que dá vida ao personagem, está muito feliz com a volta da trama e fala sobre a misteriosa morte de seu personagem, que até então deixou uma dúvida no ar.

Na novela, Donato é preso após tentar matar Vitório (Ailton Graça). Na prisão, o capanga tem a possibilidade de fechar um acordo por delação premiada para liberar Alexia, Luna e Kyra, vividas por Deborah Secco, Juliana Paiva e Vitória Strada, respectivamente, onde poderia contar toda a verdade e desmascarar Dominique. Sabendo dessa notícia, Dominique, manda matar o capanga na prisão.

O capítulo, exibido recentemente e marcado por cenas nebulosas, deixou a entender que talvez Donato ainda esteja vivo. "Acho que pode haver uma reviravolta por aí! Eu, inclusive, torço para que isso aconteça! Acho que há possibilidades", brinca o ator.

O ator Daniel Satti, o Donato de
O ator Daniel Satti, o Donato de "Salve-se quem puder". Crédito: Amanda Lusant/Divulgação

Para criar esse personagem, Satti se baseou em tipos que apresentavam dubiedade de personalidade, buscando referência nos anti-heróis e a partir disso escolheu o caminho que daria vida ao personagem.

"Ele é o vilão certo para qualquer missão que precise de sigilo e descrição, pois é um cara acima de qualquer suspeita. Só anda bem arrumado, tem pinta de executivo, usa acessórios caros como relógio, pulseiras, ou seja, é o homem perfeito para enganar e se adaptar a situações que passe despercebido e concluir o que lhe foi designado", completa o ator sobre as características de Donato.

Ele fala também sobre o clima nas gravações e sobre a oportunidade de contracenar com grandes atores. "É sempre maravilhoso ter a oportunidade de trabalhar com pessoas e atores que admiramos. Não deu tempo do Donato contracenar com Dominique, porque ele já começa na novela tentando cumprir a sua missão de apagar o Juiz Vitório (Aílton Graça) que foi extremamente generoso, atencioso e interessado em ajudar e fazer todas as cenas da melhor forma possível. Assim como as lindas e amáveis Vitória Strada e Deborah Secco, que também foram muito disponíveis e carinhosas durante as gravações. Dessa forma fica mais fácil, leve e divertido fazer o trabalho né?!", comenta Daniel.

"PAI DA CARMEM"

Feliz pelo trabalho na Globo, o ator ficou mesmo conhecido no país após interpretar Frederico Carrilho, do remake da versão brasileira de “Carrossel”, do SBT. Nem mesmo seu trabalho na novela “Os Dez Mandamentos”, da RecordTV, apaga da memória do público a imagem de pai da personagem Carmem.

"A história do Frederico Carrilho, e sua família, em ‘Carrossel’ era tão forte que fiquei conhecido como o "pai da Carmen” (vivida pela atriz Stefany Vaz). Passados quase dez anos da primeira exibição, sou reconhecido inúmeras vezes, por meio das redes sociais e pessoalmente, sempre sendo chamado de "o pai da Carmen"(rs) é muito engraçado e gratificante", conta.

Após a participação em "Salve-se Quem Puder", o paulistano criado em Belo Horizonte está com planos na telona. A plataforma também não é novidade para Daniel.

O ator de 46 anos foi premiado recentemente como "Melhor Ator" na edição 2020 dos festivais estadunidenses The Scene Festival e Flight Deck Film Festival pelo curta-metragem "Entreolhares" de Ivann Willig, e também lhe rendeu a mesma honraria no ‘Festival de Cinema de Bento Gonçalves’, Rio Grande do Sul. Além disso, foi indicado, na mesma categoria, no Lonely Wolf London, de Londres.

Voltando aos planos, Satti estará em um documentário, com estreia prevista para o segundo semestre de 2021, que traz depoimentos sobre a vida durante a quarentena. Ele também está em fase de desenvolvimento de um projeto digital onde pretende, através dos seus conhecimentos e experiências, ajudar pessoas a desenvolverem técnicas para comunicação.

Este vídeo pode te interessar

*Com informações da assessoria de imprensa do ator

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.