ASSINE

Direto de Hollywood: elenco comenta os bastidores de "Um Lugar Silencioso 2"

Elogiada produção de horror estreou nos cinemas do Espírito Santo nesta quarta-feira (21)

Publicado em 22/07/2021 às 10h00
Filme
Filme "Um Lugar Silencioso - Parte 2". Crédito: Paramount Pictures/Divulgação
  • Jânio Nazareth

    É jornalista, direto de Los Angeles (Twitter @janionazareth)

O filme que quase não aconteceu (finalmente) chegou aos cinemas do Estado nesta quarta-feira (21), já com uma terceira produção engatilhada. Com lançamento adiado em um ano - por conta da pandemia da Covid-19 -, "Um Lugar Silencioso 2", como era de se esperar, mostra o que aconteceu com os sobreviventes do primeiro longa-metragem.

Na história anterior, para quem não lembra, a Terra é invadida por seres de outro planeta. Eles usam a audição extremamente sensível para caçar e aniquilar os seres humanos.

Emily Blunt ("No Limite do Amanhã") volta no papel da mãe. Ela tem que abandonar a fazenda, totalmente destruída no primeiro filme. Ao lado da filha e um menino adolescentes, além de um bebê recém-nascido, precisa se aventurar por um mundo desconhecido e cada vez mais perigoso.

John Krasinski, marido da estrela, voltou a dirigir a produção, além de escrever o roteiro. Ele também reprisa o papel do pai, em cenas que mostram a família antes dos eventos apocalíticos do primeiro longa. 

O sucesso de crítica e de público do título anterior pegou os produtores de surpresa. Eles não tinham planos para fazer uma sequência, quanto menos uma série que viraria uma franquia rentável. 

Em entrevista coletiva virtual, da qual A Gazeta participou, diretamente de Los Angeles, Emily Blunt revela que o marido ouviu sugestões de 30 roteiristas para escrever a nova trama. Nenhuma agradou, e ele resistia à ideia de escrever e dirigir outro filme, tanto que chegou a dizer ao estúdio (Paramount Pictures) que procurasse outro diretor para comandar o projeto. Veja trechos da coletiva em vídeo abaixo.

Direto de Hollywood: elenco comenta os bastidores de "Um Lugar Silencioso 2"

Foi durante uma viagem ao Havaí, onde Blunt participava das filmagens de outra produção, que o realizador decidiu criar uma sinopse para um segundo filme: uma história centrada na filha adolescente, Regan, interpretada por Millicent Simmonds, que buscaria a independência em um universo marcado pelo desconhecido, se assim podemos dizer. 

“No início, não tinha nenhuma intenção de fazer uma sequência. O estúdio perguntou se gostaria de fazer um segundo filme e sugeri que procurassem outro cineasta. A razão era simples. O primeiro título foi muito pessoal e parece bizarro, olhando o cartaz, mas aquele filme era uma carta de amor para meus filhos", adiantou John Krasinski.

"Por isso, pensei, se puder expandir mais aquela ideia, uma sequência até poria acontecer", complementou, sendo interrompido por Emily Blunt.

“Nós fizemos o primeiro (filme) sem a intenção de fazer um segundo. O John sempre gosta de deixar o futuro em aberto. Quando vimos um 'Um Lugar Silencioso' sendo lançado, em com uma trajetória meteórica, foi realmente surpreendente".

TALENTO

Por sua atuação, a estrela Millicent Simmonds recebeu muitos elogios dos colegas de elenco, especialmente Emily Blunt. O segundo filme "pertence" a sua personagem, Regan. "Como na vida real, a esperança são nossos filhos, eles é que vão nos salvar", observa Blunt.

Emily Blunt participou da coletiva virtual de lançamento de
Emily Blunt participou da coletiva virtual de lançamento de "Um Lugar Silencioso 2". Crédito: Paramount Pictures

Millicent Simmonds, por sua vez, conta que Regan passa por grandes transformações nesta segunda trama. “O filme atual tem mais cenas de ação. A Regan enfrenta desafios novos. Antes, ela se apoiava e se inspirava no pai. Com sua morte, sente que tinha que carregar um peso. Tenho que ser a líder daquela família. Não posso mais ser uma criança. Tenho que, rapidamente, me tornar uma adulta e encontrar a confiança para fazer isso", descreve a jovem e promissora atriz.

O elenco ganha dois nomes de peso: Cillian Murphy ("Extermínio") e Djimon Hounsu ("Diamante de Sangue").

“Meu personagem é um dos conseguiram escapar da violência imposta pelos aliens. Não diria que ele está lutando para sobreviver, mas está tentando reiniciar a vida em outro lugar. O que me atraiu foi o sucesso do primeiro filme. O fato de que o John (Krasinski) estava por trás do projeto, pela segunda vez”, aponta Hounsou.

Cillian Murphy nos conta, sem cerimônias: “adorei o primeiro longa. Acho que foi um dos melhores filmes de 2018. Fiquei surpreso. Fui ver com meus filhos. O que me atraiu participar deste segundo projeto, como Djimon falou, foi o fato dos atores do primeiro longa voltarem. O roteiro é tão forte. É um presente, realmente”, confidenciou. 

“Ao expandir o roteiro, vemos personagens principais encontrando outras pessoas. E tem uma trama adorável em torno do meu personagem que achei brilhante, especialmente a maneira como foi escrito. Não posso revelar muito! Ele tem uma jornada emocional interessante de se interpretar como ator “, conclui Cillian.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cinema Cultura Hollywood

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.