ASSINE

Capixabas discutem cinema nacional em nova websérie no YouTube

A websérie Cinema em Diálogo vai falar das etapas de produção de curtas e longas e da geração de emprego e renda que um projeto audiovisual pode trazer

Vitória
Publicado em 07/07/2021 às 09h00
A produtora executiva do Festival de Cinema de Vitória, Larissa Delbone, é apresentadora da websérie Cinema em Diálogo
A produtora executiva do Festival de Cinema de Vitória, Larissa Delbone, é apresentadora da websérie Cinema em Diálogo. Crédito: RF Assessoria/Divulgação

Pensar o cinema a partir do olhar de quem produz cinema. Essa é a proposta da websérie Cinema em Diálogo, que estreou nesta terça-feira (6), no YouTube. Ao longo de quatro episódios, apresentados semanalmente às terças-feiras, profissionais do audiovisual do Espírito Santo vão discutir as produções do setor nacional e falar sobre as oportunidades de emprego e geração de renda que existem nas etapas de execução de um projeto do gênero.

"A ideia é apresentar ao consumidor do cinema a diversidade de postos de trabalho que setor proporciona. Então, queremos trazer o conceito de tudo o que envolve uma produção dessas. Somos um mercado muito diverso, mas muita gente não enxerga isso ainda", diz Larissa Delbone, produtora executiva do Festival de Cinema de Vitória, que vai apresentar a websérie.

No programa de estreia, o tema é Produção. As convidadas são Mayra Alarcón e Úrsula Dart. A dupla fala sobre o passo a passo para produção de um filme, contam histórias de bastidor e falam até sobre filhos. No segundo programa, no dia 13 de julho, Juane Vaillant e Melina Galante falam da importância de um Roteiro para uma obra audiovisual.

"A maior dificuldade que as pessoas têm é de compreender as fases definidas da execução do trabalho. Para se ter um curta de 15 minutos, é um ano de produção no mínimo. Elenco, preparação, montagem, execução do projeto... O audiovisual, no geral e no Estado, representa uma fatia importante de gente e de recursos do mercado", explica Larissa.

Segundo a produtora executiva, esse fluxo não parou nem durante a pandemia da Covid-19. Artistas e produtores tocaram alguns projetos e produções de forma quase que artesanal nas próprias casas.

"Somos um mercado diferente. O mercado do produto cultural, a meu ver, foi o primeiro a se distanciar socialmente, mas o único que não parou no sentido da produção. A gente teve aumento do número de produções que foram praticamente artesanais, feitas pelos artistas e produtores, para permitir que a pandemia fosse enfrentada com um olhar mais lúdico. Mas o audiovisual não parou. Ele se reinventou e agora tende a crescer muito mais”, justifica.

Larissa Delbone

Produtora executiva do Festival de Cinema de Vitória

"Quanto mais se investe na arte, mais é reinvestido na geração de emprego e renda, na movimentação da economia e no acolhimento dos profissionais envolvidos "

Até por isso, Larissa acredita que a websérie, que vai explicar os bastidores do fazer audiovisual, vai ser de grande valia neste momento. “A equipe e eu estamos muito ansiosos e com a expectativa bastante alta sobre a repercussão que os episódios vão gerar. E a gente espera que tenham novas temporadas para a gente abarcar ainda mais os assuntos de forma ampla, como estamos introduzindo sobre o que valor falar agora”, destaca.

No penúltimo programa da série, no dia 20 de julho, as atrizes Lílian Casotti e Margareth Galvão falam sobre Interpretação. Encerrando a primeira temporada, no dia 27 de julho, os realizadores Anderson Bardot e Rodrigo de Oliveira abordam os caminhos da Direção.

SERVIÇO

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cinema Espírito Santo capixaba capixaba espírito santo youtube Festival de Cinema de Vitória

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.