ASSINE

"500 Mil Km de Cinema": Revelando os Brasis pode virar série de TV em 2022

Produzido por Beatriz Lindenberg, do Instituto Marlin Azul, projeto capixaba de cinema foi selecionado para laboratório no "13ª DOCMontevidéu", onde negocia parcerias com TVs de vários países da América Latina

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 31/07/2021 às 09h00
Bastidores da Gravação do curta
Bastidores da Gravação do curta "Baixa Funda - O Destino de um Povo", de Marcello Sannyos, gravado na cidade de Urucuia/MG, integrante do projeto "Revelando os Brasis". Crédito: Ratão Diniz/Instituto Marlin Azul

Criado em 2004, na gestão Gilberto Gil à frente ao extinto Ministério da Cultura, o projeto "Revelando os Brasis" foi um marco do cinema brasileiro. Em seis edições, produziu 195 filmes, entre documentários e ficções, desenvolvidos por novos realizadores em cidades com até 20 mil habitantes. As produções mostravam histórias e saberes de um Brasil longe dos grandes centros urbanos, comprovando a importância da descentralização do audiovisual para um país que cada vez mais desvaloriza sua cultura.  

Desenvolvido pela produtora capixaba Instituto Marlin Azul, o "Revelando" ganha novos rumos e deve virar série de TV, batizada de "500 Mil KM de Cinema". A atração - que também contará com participação da produtora Montanha Russa - está em fase de captação de recursos e, esta semana, foi um dos dois projetos brasileiros selecionados para os laboratórios do "13ª DOCMontevidéu – Encuentro Documental de Las Televisoras Latinoamericanas", no Uruguai.

No país vizinho, os produtores passaram por uma mentoria para aperfeiçoar e apresentar a proposta audiovisual para possíveis investidores. Após as oficinas, "500 mil KM de Cinema" participou de encontros com canais de TV latino-americanos, que apresentaram interesse em conhecer o projeto para futuras parcerias. Entre emissoras do México, Argentina, Chile e Brasil, destacam-se o Canal Brasil e o Canal Curta, os dois maiores difusores de conteúdo de cinema brasileiro na TV paga. 

"Durante as reuniões com os canais, observamos um grande interesse pelo projeto, em especial por uma outra dimensão da proposta. Além da série documental para TV, o '500 mil Km de Cinema' quer criar uma versão para plataformas digitais e interativas. O compromisso do "Revelando os Brasis" com a inclusão ganha novas perspectivas com a versão da série dentro do conceito transmídia", acredita Beatriz Lindenberg, diretora do Instituto Marlin Azul.

"A ideia é criar um espaço virtual através do qual o internauta poderá traçar seus caminhos pelas paisagens visuais e sonoras das cidades participantes, com o auxílio de recursos de imagens, sons e acessibilidade. Cada internauta traçará seu percurso de interação por um mapa, explorando as cidades e suas conexões temáticas. Desta forma, a riqueza artística e humana destacada pelo 'Revelando' encontra um novo canal para mostrar o Brasil para os brasileiros, com a ajuda da comunicação cibernética, convergindo arte e tecnologia", pontua.

NA TELINHA

"500 Mil Km de Cinema" contará com sete capítulos (de 52 minutos cada) contando como e por qual motivo o "Revelando os Brasis" nasceu e cresceu, sobrevivendo a mudanças de governos e crises econômicas e políticas que assolaram o Brasil nos últimos 17 anos.

Entre os conteúdos, bastidores de alguns projetos, sessões realizadas em praças públicas e como os filmes mudaram a realidade social dos moradores de alguns rincões espalhados pelo país, inclusive incentivando novos realizadores a se especializarem, como o capixaba Victorhugo Passabon Amorim, do curta-metragem "Vinillis Frutiferis", de Vargem Alta, que acabou fazendo mestrado de Teatro na prestigiada Universidade de Paris, na capital francesa. 

Cena do curta
Cena do curta "A Aventura da Primeira Bicicleta", de Carlos Henrique da Costa, de Águas de Lindóia/SP, integrante do projeto "Revelando os Brasis". Crédito: Ratão Diniz/Instituto Marlin Azul

"A partir de um recorte inclusivo e com um olhar dos tempos atuais, a série de TV fará uma abordagem sobre o cinema e o Brasil, no decorrer de 17 anos de percurso do projeto, utilizando na montagem destes episódios materiais dos bastidores das oficinas, dos encontros com realizadores no Rio de Janeiro e dos circuitos de exibição", adianta Beatriz.

A série trará cenas cotidianas do presente dos realizadores, personagens, instrutores e integrantes das equipes de produção, restabelecendo o encontro, traçando uma linha do tempo do passado até o presente e estabelecendo o horizonte para o futuro.

Sessão de lançamento do curta
Sessão de lançamento do curta A Sússia, de Lucrécia Dias Moura, na comunidade quilombola Lagoa da Pedra, em Arraias/TO em setembro de 2018. Lucrécia foi uma das quinze selecionadas da sexta edição do projeto Revelando os Brasis. . Crédito: Ratão Diniz/Instituto Marlin Azul

"Muitos foram os impactos do projeto na vida dos participantes. O 'Revelando' transformou a vida das pessoas, dos personagens e das cidades. Por exemplo, temos realizadores que continuaram trilhando os caminhos do cinema e estabeleceram suas carreiras no universo audiovisual, firmando-se como cineastas com reconhecimento nacional e internacional. Temos personagens que passaram a ser valorizados pela comunidade onde vivem e cidades que redescobriram valores, riquezas, vocações e patrimônios materiais e imateriais. Além disso, temos histórias de empoderamento das minorias indígenas, quilombolas, mulheres e LGBTQIAP+".

"500 Mil KM de Cinema" contará com a narração e direção do cineasta Orlando Senna, idealizador do "Revelando os Brasis" e que comandou a Secretaria do Audiovisual na gestão do ministro Gil, durante o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Após captação de recursos, a atração deve entrar em fase de produção em 2022.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cinema Cultura Televisão

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.