ASSINE

WhatsApp permite usuário checar mensagens encaminhadas

Além de reforçar que o texto não é original de quem mandou, app também vai permitir que pessoas consigam confirmar os detalhes do conteúdo pelo Google

Publicado em 04/08/2020 às 11h06
Atualizado em 04/08/2020 às 11h06
Ferramenta permite leitor confirmar se uma informação é falsa ou verdadeira
Ferramenta permite leitor confirmar se uma informação é falsa ou verdadeira. Crédito: WhatsApp/Divulgação

WhatsApp tem lançado ferramentas para permitir o usuário de verificar se informações que recebem estão realmente corretas. Agora será possível confirmar se mensagens encaminhadas por amigos apresentam conteúdos enganosos.

A ferramenta funciona como uma etiqueta especial de setas duplas, que  indica aos usuários quando uma mensagem recebida não foi originalmente criada por quem a enviou. Além disso, ao lado do texto terá uma lupa para que a pessoa possa verificar o conteúdo.

Ao clicar no botão, o app vai abrir uma janela do Google para que a pessoa possa buscar se a informação é verdadeira ou falsa. Esse recurso permite que os usuários carreguem a mensagem diretamente pelo navegador do celular ou do computador sem que o WhatsApp tenha acesso ao conteúdo da mensagem.

Para manter a natureza privada do conteúdo, o aplicativo já tinha limitado o encaminhamento das mensagens identificadas com essa etiqueta a uma conversa por vez. 

O novo item passou a ser testado na última segunda-feira (04). "Basta tocar ou clicar no botão de lupa que será exibido ao lado da mensagem. Ao fornecer uma maneira simples de pesquisar na internet sobre o conteúdo desse tipo de mensagem, podemos ajudar nossos usuários a encontrar notícias ou outras fontes de informação sobre o conteúdo recebido", disse o WhatsApp em seu blog.

O recurso de pesquisar na internet já está disponível para os usuários no Brasil, Espanha, Estados Unidos, Irlanda, Itália, México e Reino Unido que usam a versão mais recente do WhatsApp para Android e iOS, e do WhatsApp Web/Computador.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.