ASSINE

Vale vai pagar US$ 25 mi para encerrar ação sobre barragem da Samarco

Investidores da Bolsa de Nova York alegam que a Vale, sócia da Samarco, omitiu dados sobre procedimentos de segurança na operação em Mariana (MG)

Publicado em 11/06/2020 às 12h27
Atualizado em 11/06/2020 às 12h27

A Vale informou que fechou acordo na Justiça de Nova York para encerrar a ação coletiva dos detentores de American Depositary Receipts (ADRs) da mineradora no processo relacionado ao rompimento da barragem do Fundão, da Samarco, ocorrido em novembro de 2015.

Mariana (MG) - Área afetada pelo rompimento de barragem no distrito de Bento Rodrigues, zona rural de Mariana, em Minas Gerais
Área afetada pelo rompimento de barragem no distrito de Bento Rodrigues, zona rural de Mariana, em Minas Gerais. Crédito: Antonio Cruz/Agência Brasil

Em fato relevante, a mineradora afirmou que pagará U$ 25 milhões. A sentença final ainda será dada pelo juiz que encerrará a ação definitivamente. "O processo é final e vinculativo para os membros de classe que aderiram ao acordo nesta ação coletiva", disse a Vale.

Em fevereiro, a Vale e os investidores na Bolsa de Valores de Nova York já tinham chegado a um pré-acordo. Os investidores alegavam que a Vale, sócio da Samarco juntamente com a BHP Billiton, omitiu dados sobre seus procedimentos de segurança na operação da barragem, em Mariana (MG).

O rompimento da barragem de Fundão matou 19 pessoas, além de destruir vilarejos e a vegetação local com rejeitos de minério.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Minas Gerais Samarco nova york Vale SA

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.