ASSINE

Relatório sobre autonomia do BC deve ser mantido, diz Fernando Bezerra

A proposta prevê mandato de quatro anos para o presidente e demais diretores da autoridade monetária, com um marco inicial diferente para cada integrante em relação ao mandato do governo federal

Publicado em 21/10/2020 às 21h10
Atualizado em 21/10/2020 às 21h10

O projeto de autonomia do Banco Central, previsto para esta quarta-feira (21), no Senado, deve manter o texto conforme o parecer do senador Telmário Mota (PROS-RR), apresentado na última segunda-feira (19), de acordo com o líder do governo na Casa, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). A proposta prevê mandato de quatro anos para o presidente e demais diretores da autoridade monetária, com um marco inicial diferente para cada integrante em relação ao mandato do presidente da República.

Banco Central em Brasília
Banco Central em Brasília. Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O parecer do projeto prevê que o Banco Central tem por objetivo fundamental assegurar a estabilidade de preços - como é atualmente. O texto acrescenta, porém, um nível de compromisso com o emprego. "Sem prejuízo de seu objetivo fundamental, o Banco Central do Brasil também tem por objetivos zelar pela estabilidade e pela eficiência do sistema financeiro, suavizar as flutuações do nível de atividade econômica e fomentar o pleno emprego."

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.